Falece o engenheiro civil Romeu Egoroff, o primeiro presidente da AEAM. Ele fez o projeto do lago do Parque do Ingá

Por: - 6 de maio de 2020
O engenheiro civil Romeu Egoroff / Divulgação AEAM

Faleceu nesta quarta-feira (6/5) em Artur Nogueira, interior de São Paulo, o engenheiro civil e primeiro presidente da Associação de Engenheiros e Arquitetos de Maringá (AEAM), Romeu Egoroff.

A entidade foi fundada em 15 de setembro de 1959. Entre os fundadores estavam também os engenheiros Luty Kasprowicz, Lauro de Aquino, Eriberto Schwabe, Carlos Alcântara Rosa, Maurício Girardello e Alfredo Ribeiro dos Santos, todos participantes da primeira diretoria.

O atual presidente da AEAM, Gilberto Delgado, ressalta que Romeu Egoroff prestou um grande serviço não só ao setor e profissionais das engenharias e arquitetura, mas a toda comunidade de Maringá.

“Além de defender os interesses dos profissionais, a associação que ele ajudou a construir se transformou em um braço das administrações públicas, sempre contribuindo com projetos relacionados ao desenvolvimento sustentável da cidade”, enfatiza Delgado.

A AEAM não tem registros das atividades desenvolvidas durante a gestão de Egoroff. Em 1959 foi aprovada a lei nº 31 que criava a Comissão de Melhoramento e Planejamento Administrativo e da Economia do Município de Maringá que contou com participação da associação.

Entre outras atribuições, a comissão ficou encarregada de atualizar o Código de Obras e propor normas de fiscalização e execução do Plano Diretor.

Romeu Egoroff assina o projeto de muitas residências em Maringá. É dele também o projeto do represamento da nascente do córrego Moscados, que resultou no lago artificial do Parque do Ingá.

As informações são do jornalista e historiador Dirceu Herrero.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.