Veja os boletins desta terça para a dengue e o coronavírus no Paraná. As duas doenças preocupam a Sesa

Por: - 7 de abril de 2020
O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto / Divulgação Sesa

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirma mais uma morte e 45 novos casos de coronavírus no Paraná no boletim divulgado nesta terça-feira (7/4). A Sesa também divulgou nesta terça o novo boletim da dengue, com mais de 100 mil casos e 78 mortes registradas no Estado.

No final da tarde desta terça-feira (7/4) a Prefeitura de Maringá também divulgou um novo boletim do coronavírus, que traz 39 casos positivos na cidade.

Segundo a prefeitura 377 pacientes são acompanhados como suspeitos. E destes, 34 estão internados. Chega a 599, o número de casos considerados encerrados.

No Paraná, um homem de 69 anos, que estava internado desde o dia 18 de março e teve a confirmação para a Covid-19 no dia 28 do mesmo mês, morreu nesta segunda-feira (6) em Londrina. Ele possuía comorbidades.

O Paraná tem atualmente 511 casos confirmados. Oito pacientes não residem no Estado. São 4.962 descartados e 286 em investigação. Há 99 pessoas internadas, 61 em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e 38 em leitos clínicos.

Dentre as confirmações, o Estado já registrou 15 mortes pela doença distribuídas nos municípios de Cascavel (1), Campo Mourão (3), Cianorte (1), Maringá (2), Santa Fé (1), Londrina (2), Quatiguá (1), Curitiba (3) e Primeiro de Maio (1).

Dengue soma mais de 100 mil casos no Paraná

O boletim divulgado nesta terça-feira (7/4) pela Secretaria de Estado da Saúde confirma 102.247 casos de dengue no Paraná, com aumento de 14.527 casos em relação à semana anterior. São mais nove óbitos confirmados, elevando para 78 o número de mortes.

A contabilização refere-se ao monitoramento iniciado em agosto de 2019 e que segue até julho deste ano.

“Estamos vivendo um momento de isolamento social, as pessoas estão passando a maior parte do tempo em casa. Por isso, reforçamos nosso pedido para que todos contribuam com uma verificação detalhada nos quintais e nos ambientes internos das residências para eliminação dos criadouros do mosquito transmissor da dengue. É uma questão de responsabilidade social”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Ele alerta que o Estado está em situação de epidemia por dengue e que há também a pandemia de coronavírus. “Precisamos aplicar todas as medidas preventivas para as duas infecções, e no caso da dengue já esta comprovado que a retirada dos focos é a melhor alternativa”, frisou.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.