Vai ter cursos gratuitos em comemoração ao Dia da Mulher na Vila Morangueira. Veja como participar

Por: - 1 de março de 2020
Projeto Cozinha Brasil é desenvolvido pelo Sesi / Divulgação

Em comemoração à “Semana da Mulher”, a Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres (Semulher), vai levar a carreta da “Cozinha Brasil” para ofertar cursos gratuitos de preparo de alimentos na praça da Paróquia Sagrado Coração de Jesus na Avenida São Domingos, 1601, Vila Morangueira.

A ação junto à comunidade vai ser realizadas entre 9 e 13 de março. Vão ser oferecidos os cursos de alimentação saudável, culinária sem glúten e pães artesanais. As inscrições precisam ser feitas na Semulher, entre segunda-feira (2/3) e quarta-feira (4/3), até excederem o limite de 20 inscritas em cada curso, das 9h às 11h e das 14h às 16h.

Na oficina “alimentação saudável” serão discutidas causas, consequências, prevenção e controle das Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT).

Haverá aulas práticas de culinária e dietéticas para auxiliar na diminuição do risco de desenvolvimento dessas doenças. “Culinária sem glúten” ajudará pessoas intolerantes ao glúten a terem uma qualidade de vida melhor.

O “Cozinha Brasil” é um projeto do Serviço Social da Indústria (SESI) para utilizar a alimentação saudável como melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores industriais. São disponibilizados cursos gratuitos que ensinam o preparo de alimentos saborosos e nutritivos a baixo custo.

Para realizar a inscrição é necessário levar uma cópia do RG e do CPF e um comprovante de residência. Os cursos gratuitos vão ser realizados em duas turmas, confira os horários:

  • 10/03 – Oficina de alimentação saudável: 14h às 17 h e 19h às 22h
  • 11/03 – Culinária sem glúten: 14hs às 17h e 19h às 22h
  • 12/03 – Pães artesanais: 14h às 17h e 19h às 22h

A Semulher fica na Avenida Papa João XXIII, 497. O telefone para mais informações é o (44) 3293-8350.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.