Paciente que viajou a Milão e procurou UPA de Maringá é tratado como caso suspeito de coronavírus

Por: - 28 de fevereiro de 2020
Paciente com suspeita do coronavírus foi atendido, medicado e liberado da UPA da Zona Sul de Maringá / Divulgação/PMM

Um homem de 24 anos que buscou atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Zona Sul de Maringá, na manhã desta sexta-feira (28/2) é tratado como o primeiro caso suspeito de coronavírus na cidade.

De acordo com a direção da UPA, por ter histórico de viagem recente a Milão, na Itália, e por apresentar febre, dor de garganta, coriza e diarreia, houve a orientação do setor de epidemiologia e do Estado para avaliar se é ou não um quadro de coronavírus.

Para analisar a suspeita, foi realizada a coleta do material do paciente. O jovem apresenta quadro estável e foi liberado da UPA com as devidas orientações. Ele deve ficar em casa e evitar o contato com outras pessoas.

Familiares e outras pessoas que tiveram o contato com o jovem também foram orientadas a tomar os cuidados necessários para evitar a contaminação, como, por exemplo, lavar as mãos com água e sabão e usar álcool em gel, além de usar máscaras.

O Ministério da Saúde monitora 182 casos suspeitos de coronavírus no Brasil. A situação de Maringá não entra na contagem.

Os dados foram repassados pelas Secretarias Estaduais de Saúde até o final da manhã desta sexta-feira (28/12) e demonstram o aumento da sensibilidade da vigilância da rede pública de saúde devido à inclusão de 15 países, além da China, que apresentam transmissão ativa do coronavírus.

No total, 16 estados informaram o Ministério da Saúde sobre os casos suspeitos.

Até o momento, 71 casos suspeitos de coronavírus já foram descartados em todo o Brasil, que permanece apenas com o de um caso confirmado da doença no estado de São Paulo.

Todas as notificações de casos suspeitos no país foram recebidas, avaliadas e discutidas com especialistas do Ministério da Saúde, caso a caso, junto com as autoridades de saúde dos estados e municípios. Esses descartes aconteceram principalmente por causa do resultado positivo para outros vírus respiratórios.

Para manter a população informada a respeito do novo coronavírus, o Ministério da Saúde atualiza diariamente, os dados na Plataforma IVIS, com números de casos descartados e suspeitos, além das definições desses casos e eventuais mudanças que ocorrerem em relação a situação epidemiológica.

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

Mais informações podem ser obtidas no Portal do Ministério da Saúde.

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.