Professor Décio Roberto Calegari morre aos 54 anos. Ele foi referência no esporte paralímpico

Por: - 11 de fevereiro de 2020
Decio Calegari foi presidente da Associação Brasileira de Handebol em Cadeira de Rodas entre 2009 e 2018 / Arquivo Pessoal

O professor Dr. Décio Roberto Calegari, do Departamento de Educação Física da Universidade Estadual de Maringá (UEM), morreu na manhã desta terça-feira (11/2), aos 54 anos. Décio Calegari era conhecido em Maringá e em nível nacional na área do Handebol e da inserção das pessoas com deficiência no esporte. O professor estava em Vitória, no Espiríto Santo, quando sofreu uma parada cardiorrespiratória.

“Lamentamos a perda repentina de um dos maiores ícones do esporte paralímpico de nosso país. Hoje, o Handebol de Cadeira de Rodas perde um amigo, um sonhador, um colaborador do esporte para pessoas com deficiência”, diz a homenagem da Associação Brasileira de Handebol em Cadeira de Rodas (Abrhacar) .

Calegari se formou pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e se especializou na área esportiva. Doutor pela Unicamp, atualmente era diretor da União Metropolitana Paradesportiva de Maringá e integrante do Comitê Paralímpico Brasileiro.

No vasto currículo, Décio Roberto Calegari também acumula o título de coordenador nacional e técnico da Seleção Brasileira de Petra Race Running, modalidade do atletismo na qual os atletas correm com os seus próprios pés apoiando-se em uma espécie de triciclo sem pedais.

Calegari também chegou a ser presidente da Abrhacar, nas gestões de 2009 a 2018. Era participante ativo da Associação Nacional de Desporto para deficientes e coordenador geral nas duas primeiras edições dos Jogos Paradesportivos do Paraná.

Como professor e coordenador, Décio Calegari deixa centenas de ex-alunos emocionados por todo o estado.

“Sou extremamente grata por tudo o que aprendi contigo prof. Seja na Educação Física em si ou no amor pelo handebol, eu nunca vou esquecer do que você me ensinou. Obrigada por fazer parte da minha vida, sentirei saudades”, escreve uma ex-aluna da Universidade Paranaense (Unipar), onde Calegari lecionou em Toledo (277 km de Maringá).

Até o momento a família aguarda a liberação do corpo, após a doação de órgãos. Décio Roberto Calegari será transportanto para Curitiba onde será velado e sepultado pela família. O professor deixa a esposa Regina e as filhas Luiza e Lígia Calegari.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.