Tem o II Ciclo de Estudos em Teoria e Prática da Educação com participação gratuita na segunda e na terça

Por: - 7 de fevereiro de 2020

Com a proposta de promover reflexões sobre estratégias e metodologias de ensino que desenvolvam pesquisa e pensamento crítico, e que valorizem a contextualização do conhecimento, a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) Maringá realiza o II Ciclo de Estudos em Teoria e Prática da Educação.

O evento vai ser realizado na segunda-feira (10/2) e terça-feira (11/2), no Câmpus de  Maringá. O Ciclo de Estudos é gratuito e aberto à comunidade em geral, em especial a professores e estudantes da área da Educação.

Durante a programação, diversas oficinas abrem a discussão sobre estratégias para aprendizagem ativa em aulas expositivas, simulação como estratégia de ensino-aprendizagem, avaliação e a problematização da elaboração de questões, além da aprendizagem a partir do contexto real.

“As oficinas foram construídas a partir das experiências dos docentes em sala de aula. Haverá muita interação e muita troca, o que enriquece o diálogo e o conhecimento de todos os envolvidos no processo de ensino-aprendizagem”, revela a professora Cláudia Pegini, coordenadora do Núcleo de Empregabilidade e Oportunidade (NEO) e membro do Núcleo de Excelência Pedagógica (NEP) da PUCPR.

As inscrições podem ser realizadas por módulos:

10/12 (segunda-feira)

Estratégias para aprendizagem ativa em aulas expositivas: 8h às 10h – Faça a inscrição aqui.

Simulação como estratégia de ensino-aprendizagem: 10h20 às 12h20: Faça a inscrição aqui.

11/12 (terça-feira)

Avaliação: problematizando a elaboração de questões: 8h às 10h: Faça a inscrição aqui.

Aprendizagem a partir de contexto real: 10h20 às 12h20: Faça a inscrição aqui.

Serviço:

  • II Ciclo de Estudos em Teoria e Prática da Educação
  • Local: PUCPR Campus Maringá
  • Modalidade: Presencial
  • Data: 10 e 11 de fevereiro
  • Horário: das 8h às 10h e das 10h20 às 12h20
  • Informações: (44) 3025-8702

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.