FEITEP amplia oferta de cursos presenciais com graduação em Engenharia Agronômica

Por: - 3 de fevereiro de 2020
Engenharia Agronômica está com turmas abertas nos períodos matutino e noturno / Divulgação

A Faculdade de Engenharias e Arquitetura (FEITEP) começa a oferecer a graduação em Engenharia Agronômica. O novo curso, com duração de cinco anos e 100% presencial, está com inscrições abertas para os períodos matutino e noturno.

A matriz curricular é igual a de cursos de Agronomia e, ao final do curso, o estudante está apto para atuar no mercado de trabalho como engenheiro agrônomo.

“O curso de Engenharia Agronômica ou Agronomia como é mais conhecido, sendo termos sinônimos, é um curso baseado nas ciências biológicas e exatas. Os alunos, no início do curso, têm disciplinas básicas gerais iguais as outras engenharias. Depois, do terceiro semestre em diante, entram as disciplinas específicas da área”, explica a coordenadora do novo curso, Cristiane Mendes da Silva Reis.

Segundo a coordenadora, desde o início da graduação, os alunos têm aulas práticas. No primeiro ano, as disciplinas são voltadas para prática de laboratório e os estudantes utilizam os laboratórios de química e microbiologia da instituição, por exemplo.

Além disso, também há disciplinas que permitem que os alunos vão a campo em projetos de pesquisa, ensino ou extensão. Com formação ampla, os alunos formados em Engenharia Agronômica podem atuar em várias áreas no mercado de trabalho.

”O engenheiro agrônomo pode planejar, gerenciar, orientar e executar todas as atividades das cadeias produtivas agropecuárias. Também pode dar assistência técnica e consultoria para empresas de diversos ramos e produtores rurais. Pode desenvolver pesquisas de campo e laboratório e seguir para o meio acadêmico”, explica Cristiane Reis.

Com o atual cenário econômico e produtivo do Brasil, o engenheiro agrônomo se destaca por integrar a produção agropecuária e a sustentabilidade. Segundo dados do Centro de Agronegócios da Fundação Getúlio Vargas (FGV Agro), o agronegócio representa hoje 25% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Em 2020, o setor também deve ser um dos motores de expansão do PIB.

Os estudantes do curso de Engenharia Agronômica vão utilizar toda a estrutura da FEITEP, onde existem mais de 30 laboratórios. A instituição também incentiva a participação dos alunos em projetos de iniciação científica e tem um departamento de estágio e empregabilidade que encaminha os alunos para o mercado de trabalho.

No curso, alunos utilizam a estrutura da FEITEP, que reúne mais de 30 laboratórios / Divulgação

Confira aqui a matriz curricular da graduação em Engenharia Agronômica. Também é possível entrar em contato com a instituição pelos telefones (44) 3029-4500 ou (44) 99949-0688 para agendar uma visita e conhecer a estrutura da FEITEP e tirar todas as dúvidas com a coordenadora do curso.

Especializada no ensino de engenharias e arquitetura, a FEITEP oferece dez cursos de graduação e onze de pós-graduação.

Graduação

  • Arquitetura e Urbanismo
  • Engenharia Ambiental e Sanitária
  • Engenharia de Computação
  • Engenharia de Produção
  • Engenharia Mecânica
  • Engenharia Agronômica
  • Engenharia Civil
  • Engenharia de Controle e Automação
  • Engenharia Elétrica
  • Engenharia Química

Pós-graduação:

  • Avaliação e Perícias em Engenharia
  • Docência no Ensino de Engenharia
  • Engenharia de Infraestrutura de Rodovias
  • Engenharia de Manutenção
  • Georreferenciamento de Imóveis Rurais e Urbanos
  • Internet of Things (Iot)
  • Construções Sustentáveis
  • Engenharia 4.0
  • Engenharia de Instalações Elétricas
  • Engenharia de Segurança do Trabalho
  • Gerenciamento de Projetos

 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.