Ampliação do Condomínio do Idoso de Maringá prevê 36 novas moradias. Licitação é na segunda

Por: - 6 de janeiro de 2020
Condomínio do Idoso foi inaugurado em setembro de 2010 / André Renato/ Divulgação/PMM

A Prefeitura de Maringá vai investir até R$ 6,1 milhões na ampliação do Condomínio do Idoso Cidade Nova. A licitação para executar a obra, que prevê 36 novas moradias, vai ser realizada na segunda-feira (13/1).

O projeto arquitetônico elaborado pela Diretoria de Habitação Social da Secretaria de Planejamento de Maringá prevê a construção de um bloco com dois andares, com 18 novos apartamentos em cada andar. A previsão é que a obra seja concluída em um ano e seis meses após a assinatura da ordem de serviço.

Newsletter Briefing
O que aconteceu de importante em Maringá, todo início de noite no seu email.
Saiba mais ou cadastre-se:

Cada um dos apartamentos vai ter 47 metros quadrados e vai ser equipado para garantir conforto e segurança aos moradores. Atualmente há 40 moradias no Condomínio do Idoso.

“Faz um bom tempo que o projeto de ampliação tem sido estudado e planejado. A partir de segunda-feira, com a licitação, teremos mais novidades”, comenta o diretor de Habitação da Secretaria de Planejamento Urbano de Maringá, Celso Márcio Lorin.

O condomínio, inaugurado em setembro de 2010, teve o projeto elaborado por alunos do curso de Arquitetura da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Segundo a prefeitura, o condomínio atende todas as especificidades dos moradores, com rampas de acessibilidade, academia de terceira idade, pátio de convivência e espaços destinados para uma horta e plantas medicinais.

O projeto prioriza idosos em situação de vulnerabilidade social de baixa, média e alta complexidade. A manutenção do espaço está sob a responsabilidade da Secretaria Municipal Assistência Social Cidadania (SASC).

Segundo o gerente de promoção à pessoa idosa da Sasc, Lindamir Schiavon, a fila de espera para ingressar no programa é grande. “Atualmente são poucas vagas, mesmo com a ampliação, que é muito importante, não vamos zerar a fila do programa.”

Para participar do programa é necessário ter no mínimo 60 anos, não ter outra residência em nome próprio, ter autonomia física e neurológica e ganhar até três salários mínimos.

Para se candidatar a vaga basta procurar o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e cumprir com as etapas da triagem.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.