Governo do Paraná vai repassar R$ 2,95 milhões para fazer mais três restaurantes populares em Maringá

Por: - 20 de dezembro de 2019
Restaurante Popular de Maringá serve cerca de 1,1 mil refeições por dia / Divulgação PMM

A Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Governo do Paraná vai repassar R$ 2,95 milhões para a Prefeitura de Maringá construir mais três restaurantes populares. Em contrapartida, o município vai aplicar R$ 333,7 mil.

O investimento total nas obras é de R$ 3,28 milhões. O secretário Norberto Ortigara e o prefeito Ulisses Maia assinaram o convênio. A previsão é que as obras sejam concluídas dentro de um ano. Os recursos são oriundos do Fundo Estadual de Combate a Pobreza, do Governo do Paraná.

Juntos ao Restaurante Popular que funciona na Vila Olímpica, os três restaurantes populares vão oferecer cerca de 2.100 refeições saudáveis e de baixo custo à população em situação de insegurança alimentar e nutricional.

São alvos desse atendimento a população de idosos, trabalhadores em geral, estudantes, aposentados, moradores de rua, desempregados, ambulantes, famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade e risco social. As refeições serão oferecidas a R$ 3,00, por pessoa e a prefeitura subsidia outros R$ 3,00.

Para o secretário Norberto Ortigara, os restaurantes populares são instrumentos para a realização da Política de Segurança Alimentar e Nutricional nos municípios, em conjunto com outros equipamentos como as cozinhas e hortas comunitárias, feira de alimentos da agricultura familiar, entre outros.

O prefeito Ulisses Maia ressaltou que graças a parceria com o Governo do Estado vai conseguir oferecer espaços com comidas saudáveis em locais próximos das pessoas.

Parte dos recursos também vai ser direcionado para reforma da cozinha do Restaurante Popular da Vila Olímpica, onde são servidas 1.100 refeições diárias, de segunda a sexta-feira.

O espaço vai funcionar como uma cozinha central, cujas refeições serão distribuídas aos três restaurantes que o município vai construir e implantar nos bairros Ney Braga, Tuiuti e Honorato Vechi.

De acordo com o projeto técnico, o município de Maringá fará parcerias com universidades para oferecer cursos nos espaços dos restaurantes populares. Por exemplo, vão ser realizadas orientações sobre alimentação saudável, oficinas sobre o consumo consciente de sal e açúcar e capacitação de Boas Práticas Para Manipulação dos Alimentos.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.