Operação Capulus prende onze policiais militares acusados de corrupção e outras infrações penais

Por: - 21 de novembro de 2019
Ilustração/ PRE

A Corregedoria-Geral da Polícia Militar do Paraná cumpriu nesta quinta-feira (21/11) onze mandados de prisão preventiva contra policiais lotados na 4ª Cia da Polícia Rodoviária Estadual, com sede em Maringá. Também foram cumpridos 21 mandados de busca e apreensão na chamada Operação Capulus.

As ordens judiciais foram cumpridas em Maringá, Sarandi, Paranavaí, Engenheiro Beltrão, Peabiru, Campo Mourão e Iretama. A investigação foi iniciada pela Corregedoria-Geral em outubro de 2018. O objetivo é identificar atos de corrupção e outras infrações penais na atuação de policiais militares em serviço.

De acordo com as denuncias, as violações ocorreram durante fiscalizações a usuários da rodovia PR-317. Os presos na operação Capulus, que significa café em latim, foram encaminhados para Curitiba.

Na capital, eles ficam à disposição do Poder Judiciário. A investigação se encontra sob segredo de justiça. Nem a corregedoria da PM-PR, nem do Núcleo da Corregedoria de Maringá quiseram falar sobre o caso.

Há menos de um mês, outros três policias rodoviários estaduais de Francisco Beltrão, região sudoeste, e de São Jorge do Ivaí, região metropolitana de Maringá, foram presos.

Neste caso as investigações apontaram concussão, exigência ilegal de valores no exercício da função, e associação criminosa. A ação foi coordenada pelo Grupo de Atuação e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Francisco Beltrão.

A operação também contou com apoio do Núcleo de Maringá da Corregedoria da Polícia Militar. Na ocasião, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão preventiva.

Os mandados foram cumpridos no posto da Polícia Rodoviária de Francisco Beltrão e na residência dos policiais investigados de São Jorge do Ivaí.Foram apreendidos documentos, dinheiro e munições. Dos três policiais presos preventivamente, dois também foram presos em flagrante por posse ilegal de munição.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.