Praça da Catedral de Maringá vai ganhar Dado da Paz para celebrar harmonia inter-religiosa. É o 11º do Brasil

Por: - 23 de outubro de 2019
Inauguração do Dado da Paz de Ibiporã / Movimento Focolares de Ibiporã

A Praça da Catedral de Maringá vai ganhar um novo monumento, o Dado da Paz, que vai ser apresentado às 18h30 desta sexta-feira (25/10), com o intuito de promover a paz entre as religiões.

A iniciativa é do Grupo de Diálogo Inter-religioso (GDI), que reúne representantes do cristianismo, judaísmo, budismo, islamismo, espiritismo, candomblé, umbanda, religião de Deus, da fé bahá´i e religião indígena, com o apoio da Prefeitura de Maringá.

A obra é inspirada na filosofia de vida de Chiara Lubich, a Arte de Amar. Chiara é fundadora do movimento dos Focolares, uma organização católica-conservadora, fundado em 1943 em Trento, na Itália.

O monumento está presente em 162 países, e já envolveu mais de um milhão de crianças, jovens e adultos. No Brasil, o Dado da Paz de Maringá será a décimo primeiro a ser feito para marcar a paz e o diálogo entre as religiões.

O Dado é um velho conhecido entre os participantes do movimento Focolares, porém com o nome de Dado do Amor.

“O Dado do Amor foi uma forma que a Chiara encontrou para que as crianças pudessem entender melhor os preceitos do movimento”, conta Tereza Scatambulo, da comissão de espiritualidade dos Focolares de Maringá.

Como o dado Dado do Amor é algo ligado aos preceitos dos Focolares, em junção com o grupo do Diálogo Inter-Religioso (GDI), o monumento vai ser chamado de Dado da Paz, para marcar uma relação de harmonia inter-religiosa.

Diferente de um dado normal, no Dado da Paz não tem números. O objeto possui uma frase em cada uma das faces. Os escritos estão ligados a uma formula para ajudar a construir relacionamentos de Paz em variados ambientes e situações da vida.

Seja na família, no trabalho, na escola ou em outra área da vida, o Dado da Paz tem uma frase para você, garantem os idealizadores da iniciativa.

O objetivo principal da Arte de Amar é buscar um convivência Fraterna e Universal. “Um dos pontos que a fundadora do movimento explica é que amar não é fazer ao outro do meu jeito, mas sim procurar descobrir como o outro gostaria de ser amado por mim, por isso ela diz que é uma arte”, explica Tereza.

Um dos 162 Dados da Paz espelhados pelo mundo /                                 Movimento dos Focolares

Conheça os seis dizeres do Dado da Paz de Maringá

1.  Amar a todos sem excluir ninguém e cuidar do meio ambiente, respeitas as pessoas, os animais

2. Tomar a iniciativa e ser o primeiro a amar, sem esperar do outro a mesma atitude

3. Quero fazer ao outro o que eu gostaria que fizessem por mim

4. Escutar com atenção quem está falando comigo (meus pais, irmãos, a professor, os colegas da escola, amigos da rua, etc)

5. Eu me comprometo a construir e manter a paz, perdoando as ofensas que recebo, sem esperar nada em troca

6. Ser amigo e acolher uns aos outros; estar pronto a recomeçar cada vez que romper uma amizade

Sexta tem a 16ª Noite de Oração pela Paz

No dia da inauguração do monumento, na sexta-feira (25/11), também vai ser celebrada a 16ª Noite de Oração pela Paz em Maringá. Começa às 20h no Auditório Dona Guilhermina, que fica na Avenida Tiradentes, 740.

A proposta do Grupo de Diálogo Inter-religioso (GDI) é reunir líderes do cristianismo, judaísmo, budismo, islamismo, espiritismo, candomblé, umbanda, religião de Deus, da fé bahá´i e religião indígena, a rezar pela paz mundial.

Nesta edição, o palestrante da Noite de Oração pela Paz vai ser o bispo metodista Paulo Ayres Mattos, doutor e mestre em filosofia, mestre em teologia e professor da Universidade Metodista de São Paulo, e especialista em ecumenismo e diálogo inter-religioso.

Realização da 15ª Noite de Oração pela Paz em Maringá / Divulgação

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.