Vila Verde chega a quinta edição neste sábado com produtos orgânicos e atividades ao ar livre

Por: - 27 de setembro de 2019

A Vila Verde, feira de produtos orgânicos e naturais do Catuaí Maringá, completa um mês neste sábado (28/9). A feira entrou na rotina de quem curte um estilo de vida mais saudável e aproveita as manhãs de sábado para comprar hortaliças e frutas orgânicas de produtores locais, tomar um café da manhã saudável, praticar exercícios físicos ao ar livre e fazer um passeio pela trilha ecológica do shopping.

A chef de cozinha funcional Fernanda Sapata, entusiasta da gastronomia “quilômetro zero” – que busca seus ingredientes na agricultura local a fim de fomentar o desenvolvimento da região de forma sustentável – virou cliente fiel da Vila Verde.

“Mais uma feira orgânica em Maringá, para mim, é uma homenagem à saúde, à longevidade e à economia sustentável, porque é um espaço que torna mais acessível os alimentos que além de serem livres de venenos e muito mais ricos em nutrientes, também são mais baratos”, afirma.

Com suas ecobags recheadas de hortaliças fresquinhas, a nutricionista holística Bruna Frasquetti diz que a feira no Shopping é um exemplo de busca pelo equilíbrio, tanto nos hábitos de vida, como nos negócios.

“Convivemos o tempo todo com dualidades, e aprender a lidar com isso de forma equilibrada é o que nos traz plenitude, nos traz paz. Essa iniciativa do Catuaí é um exemplo muito bacana de como é possível um shopping se abrir para uma economia colaborativa e consciente, que também possa beneficiar o que é produzido localmente”.

Neste sábado (28/9), a estrutura da Vila Verde será montada no Acesso B, na entrada pela Avenida Colombo. A feira acontece das 7 às 12 horas. Às 10 horas acontece uma aula de ritmos gratuita e aberta ao público, que vai ser ministrada pela academia QForma em parceria com a Track and Field.

A Vila Verde tem acesso gratuito e o estacionamento gratuito durante seis horas para quem entrar até as 10 horas.

Há oito anos o Shopping mantém uma reserva ecológica, preservando espécies raras da mata nativa da região como a peroba, o pau-marfim, o cedro e o jequitibá.

O espaço também é usado para trilhas ecológicas com visitas gratuitas, agendadas e monitoradas, que ocorrem todos os sábados às 10 horas.

Os visitantes aproveitam cerca de 300 metros de caminhada em meio ao fragmento florestal, que está preparado para a educação ambiental.

Para participar, os interessados podem entrar em contato pelo telefone (44) 3123-5000 ou pelo WhatsApp (44) 9996-5005, pois as vagas são limitadas.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.