Índice de homicídios de Maringá no primeiro semestre é o menor entre as grandes cidades do Paraná

Por: - 5 de setembro de 2019
Militares atendem a caso de homicídio no Conjunto Requião / Plantão Maringá

Maringá registrou um índice de homicídios de 3,06 para cada 100 mil habitantes no primeiro semestre de 2019. É o que aponta relatório da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária.

Ocorreram 13 homicídios nos seis primeiros meses do ano na cidade. Foram oito casos dolosos, onde há a intenção de matar, um latrocínio, que é o roubo seguido de morte e quatro casos de lesão corporal que resultaram em morte.

A taxa de homicídios de Maringá é a menor do Paraná entre as grandes cidades. Foz do Iguaçu registrou mais que o dobro de homicídios nos seis primeiros meses do ano. Foram 33 casos, o que corresponde a uma taxa de 12,76 homicídios para cada 100 mil habitantes.

Em São José dos Pinhais foram 32 casos e taxa do semestre ficou em 9,89 homicídios para cada 100 mil moradores. Cascavel registrou 18 homicídios no período e tem índice de 5,48 assassinatos para cada 100 mil habitantes.

Em Ponta Grossa, a taxa foi de 6,82 homicídios para cada 100 mil habitantes. De janeiro a junho a cidade registrou 24 homicídios.

Na capital, Curitiba, ocorreram 128 assassinatos no primeiro semestre e o índice foi de 6,62. Em Londrina, o índice ficou 4,56 homicídios para cada 100 mil habitantes. O município registrou 26 casos no período.

“Em 2018 a taxa foi de 7,9 homicídios para cada 100 mil habitantes em Maringá. Se este ano continuar nesse ritmo, teremos índice ainda menor. Faz tempo que a cidade tem um índice baixo, temos parceria boa entre as polícias militar e civil”, afirmou o presidente do Conselho Comunitário de Segurança de Maringá (Conseg), Coronel Antonio Tadeu Rodrigues.

 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.