Vaquinha virtual arrecada dinheiro para reforma da biblioteca do Colégio Estadual Juscelino Kubitschek

Por: - 2 de setembro de 2019
Biblioteca, que leva o nome do avô do organizador da vaquinha, 3.500 livros no acervo / Anníbal da Rocha

Fundado em 1978, o Colégio Estadual Juscelino Kubitschek, localizado na Avenida Dr. Luiz Teixeira Mendes, Zona 5, é gerido pelo Governo do Estado. No entanto, isso não significa que a comunidade não deve se engajar em ações e participar de decisões que envolvem a instituição.

Foi a partir dessa ideia, pensando no local como um espaço da comunidade, que o empresário Anníbal Bonemer Azevedo da Rocha decidiu criar uma vaquinha virtual e arrecadar recursos para reformar a biblioteca da instituição.

O local é utilizado por cerca de 850 alunos atendidos pelo colégio e pela comunidade que mora próximo à instituição. 

“A nossa Constituição é cidadã e permite que a gente se envolva na educação e na cultura. Temos que cobrar para que o poder público faça a parte dele, mas o interesse é de todos nós. Pagamos muitos impostos, muita coisa o Estado tem que fazer, mas a gente pode fazer muita coisa também”, afirma Anníbal da Rocha.  

A meta é arrecadar R$ 10 mil até 5 de outubro. O dinheiro vai ser utilizado em ações pontuais como reparo de infiltrações, pintura do espaço e também para instalação de aparelhos de ar-condicionado. Com o recurso, o espaço de leitura criado dentro da biblioteca para um projeto desenvolvido com os alunos também será revitalizado.   

“É um exercício cívico, se entre mil pessoas cada um doar R$ 10, já conseguimos reformar a biblioteca. Nossa ideia não é pegar patrocínio alto de empresas, mas envolver a comunidade. Quando a pessoa doa, ela também ajuda a cuidar do espaço”, diz o empresário. Criada em 27 de agosto, a vaquinha já arrecadou R$ 1.830.

A ideia de arrecadar recursos para reforma da biblioteca surgiu do movimento RenovaBR Cidades, em que Anníbal da Rocha participa. O objetivo do movimento é formar novas lideranças políticas em todo Brasil com atividades de capacitação e mobilização que vão desde a área de educação até gestão fiscal e desenvolvimento social.

O desafio proposto dessa vez era transformar um espaço que tivesse alguma ligação com a história do participante. A biblioteca do Colégio Estadual Juscelino Kubitschek é especial para o empresário porque leva o nome do avô dele, Anníbal Bianchini da Rocha, pioneiro e diretor da Companhia Melhoramentos Norte do Paraná. 

Para a diretora do Colégio Estadual Juscelino Kubitschek, Márcia Celestino Nesi, a inciativa é importante porque o espaço é utilizado pelos alunos para trabalhos escolares e também pela comunidade, já que não existe outra biblioteca pública na região. Segundo ela, a biblioteca do colégio tem 3.500 livros no acervo.

“As verbas geralmente vêm para coisas emergenciais e a gente precisava de ar-condicionado, pintura e revitalizar o espaço de leitura em que a bibliotecária desenvolve um projeto”, afirma Márcia Nesi.

A instituição atende alunos no ensino fundamental, médio e profissional. O Colégio Estadual Juscelino Kubitschek é o único do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Maringá que oferece ensino em tempo integral para os alunos do ensino fundamental. A diretora diz que, após o almoço, a maioria deles utiliza a biblioteca para desenvolver outras atividades.

“Ele [Anníbal da Rocha] está mobilizando os empresários para olharem para a escola. Não é só o governo, as empresas também podem olhar pelas nossas escolas”, diz Márcia Nesi. 

Para contribuir é necessário acessar o site da vaquinha virtual. Pode ser doado qualquer valor e o pagamento é feito por boleto ou cartão de crédito. Outra forma de ajudar a reforma da biblioteca é fazer a doação no colégio que fica localizado na Avenida Dr. Luiz Teixeira Mendes, 3057, Zona 5.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.