Motoristas de ônibus de Maringá avaliam proposta de reajuste em assembleia itinerante nesta sexta-feira

Por: - 1 de agosto de 2019
Representantes das empresas e do sindicato na quinta rodada de negociações / Divulgação Sinttromar

O Sinttromar vai realizar uma consulta aos motoristas de ônibus de Maringá nesta sexta-feira (2/8). A assembleia itinerante vai ser realizada das 7 horas às 18 horas para ouvir os trabalhadores sobre uma nova proposta de reajuste feita pelos empresários.

Na quinta rodada de negociações entre os representantes das empresas TCCC e Cidade Verde com a diretoria do Sinttromar, na terça-feira (30/7), os empresários apresentaram duas novas contrapropostas.

Uma oferta é de um reajuste linear de 5,07% nos salários e pisos, mesmo índice que será aplicado para corrigir o vale-alimentação, a Participação nos Lucros e Resultados e a comissão de cobrança de tarifas dos passageiros.

A segunda proposta prevê reajuste de 4,78% sobre o Salário, Gratificação, Participação nos Lucros e Resultados e de 18,75% no vale-alimentação.

O Sinttromar divulgou cálculos sobre o reajuste linear de 5,07%. O salário base do motorista convencional passa de R$ 2.268,15 para R$ 2.383,14, o vale-alimentação passa de R$ 80,00 pra R$ 84,05, a comissão pela cobrança de passagens subiria de R$ 204,00 para R$ 214,34 e a Participação nos Lucros e Resultados sairia dos R$ 1.948,00 para chegar a R$ 2.046,76, que seriam pagos em duas parcelas de R$ 1.023,38.

Em comunicado, a TCCC informou que entende que o Sinttromar considera o reajuste linear de 5,07% como a melhor proposta, mas segundo a empresa o sindicado deixou claro que “não defenderia tal proposta junto ao trabalhadores, já que com ela não concorda”.

A empresa também argumenta que o reajuste é superior à inflação do período de, 4,78%, e acredita na “compreensão dos seus colaboradores, no sentido de aprovar na assembleia a ser realizada o reajuste proposto.”

Com o impasse sobre o reajuste salarial dos motoristas, as empresas TCCC e Cidade Verde temem que possa ser deflagrada uma paralisação da categoria em Maringá e nas cidades de Paiçandu e Sarandi, onde a Cidade Verde atua com o transporte metropolitano.

Em assembleia realizada no dia 17 de julho, os motoristas aprovaram o estado de greve, já acenando com uma possível paralisação.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.