Prefeitura de Maringá vai fazer rotatória gigante na Praça de Todos os Santos. Outras seis praças vão ser revitalizadas

Por: - 21 de junho de 2019
Teatro Reviver e local da feira livre serão integrados a Praça de Todos os Santos / PMM

A expectativa da Secretaria de Obras Públicas (Semop) é que as praças de Maringá se tornem canteiros de obras nos próximos meses. De acordo com o secretário, Albari de Medeiros, devem ser publicados até o final do mês os editais para revitalização de sete praças: Rocha Pombo, Todos os Santos, Farroupilha, Igreja Divino Espírito Santo, José Bonifácio, Napoleão Moreira da Silva e a Emiliano Perneta da Igreja São José Operário.

Segundo Medeiros, vão ser abertas licitações específicas para cada praça, mas obras vão ocorrer ao mesmo tempo pela cidade e vão custar cerca de R$ 10,5 milhões. No mês passado, a Prefeitura de Maringá anunciou a intenção de fazer um empréstimo de R$ 42 milhões junto à Caixa Econômica Federal e a ideia é utilizar parte desse dinheiro para a revitalização das praças.

Com as obras, vai ser trocado o mobiliário urbano e revitalizada a iluminação e paisagismo dos espaços. De acordo com o prefeito Ulisses Maia (PDT), a reforma das praças deve ficar pronta até o final do primeiro semestre de 2020. Outro local que deve ser revitalizado até setembro do próximo ano é a Praça Raposo Tavares. A reforma faz parte do projeto do Eixo Monumental de Maringá.

O projeto de revitalização mais complexo é o da Praça de Todos os Santos, no cruzamento entre as Avenidas Cerro Azul e Juscelino Kubitschek. A ideia é que a área da praça, hoje divida em duas, seja unificada. A intervenção vai criar uma rotatória gigante.

O Teatro Reviver, o local onde é realizada a feira livre e o playground, por exemplo, vão ser integrados em um único espaço. A ciclovia da Avenida Cerro Azul vai passar pelo interior da praça. O secretário de Mobilidade Urbana, Gilberto Purpur, explicou que a reforma do espaço vai dar mais fluidez ao trânsito de veículos no local.

“Será uma rotatória bastante grande e com semáforos. Dessa forma, a gente consegue dar sincronismo e fazer com que a circulação fique bem melhor. Dentro dessa praça, você vai ter um grande centro de convivência, com semáforo para pedestre, porque o grande problema é fazer com que o pedestre chegue dentro da rotatória”, afirmou Purpur.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.