Pesquisadores da UEM vão levar ciência para os bares de Maringá. É o Pint of Science Festival

Por: - 13 de maio de 2019
Pint of Science vai promover bate-papo nos bares. Totens alusivos ao evento foram expostos na Expoingá / Divulgação

Com uma proposta irreverente, o Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais (PEA) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) organizam na cidade a primeira edição do Pint of Science Festival, evento traduzido livremente como Festival da Dose de Ciência.

A iniciativa vai ser realizada de segunda-feira (20/5) a quarta-feira (22/5) e faz parte de um movimento mundial de popularização do conhecimento científico. Em todas as cidades onde é realizado, o Pint of Science ocorre no mesmo horário, a partir das 19h30.

As noites de ciência ocorrem simultaneamente em dois bares, nos quais um palco é montado e dois cientistas falam, em linguagem acessível ao público, por meia hora cada um.

“A grande motivação é trazer a população para saber o que a universidade desenvolve cientificamente e a importância da ciência no dia a dia das pessoas”, estimula Geovani Arnhold Moresco, um dos organizadores e doutorando pelo PEA/UEM.

Em 2018 houve o “Uma Dose de Ciência”, um evento experimental e espécie de treinamento para o Pint of Science Festival.

“Tivemos duas brilhantes palestras e ele deu força para formalizarmos a candidatura de Maringá para realização do Pint of Science em 2019”, relembra Moresco.

De acordo com a organização nacional do Pint of Science Festival, a primeira edição mundial foi realizada há seis anos, sendo a primeira brasileira em 2015, em São Carlos (SP). Agora, o festival está presente em 24 países e 85 municípios do Brasil.

Programação do Pint of Science em Maringá

• 20 de maio, 19h30, Cervejaria Eden Beer (Avenida Laguna, 1.520):

Tema: “Pátria amada Brasil: a educação é realmente para todos?”.
Bate-papo 1: “Virando o jogo na educação: a escola é para todos?”.
Cientista: Maria Cristina Gomes Machado (pedagoga).
Bate-papo 2: “Crianças com e sem deficiência na mesma escola: Será? E como fazer?”.
Cientista: Nerli Nonato Ribeiro Mori (psicóloga).

• 20 de maio, 19h30, Hórus Cervejaria (Rua Néo Alves Martins, 1.552):

Tema: “Há engenharia química em tudo: da cerveja ao gás natural”.
Bate-papo 1: “Dos açúcares até onde sua imaginação permitir – o fantástico micromundo da cerveja”.
Cientista: Renam Luiz Acorsi (engenheiro químico).
Bate-papo 2: “Mais perto do pré-sal do que você imagina”.
Cientista: Leonardo Hadlich de Oliveira (engenheiro químico).

• 21 de maio, 19h30, Cervejaria Eden Beer (Avenida Laguna, 1.520):

Tema: “A internet das coisas e outras coisas”.
Bate-papo: “Computação invisível: eu sei o que você está pensando”.
Cientistas: Linnyer Beatrys Ruiz Aylon (engenheira da computação) e Daniela Eloise Flôr (cientista da computação).

• 21 de maio, 19h30, Boteco do Neco (Avenida Tiradentes, 133):

Tema: “Como a neurociência explica as emoções”.
Bate-papo: “Cérebro: Manual do proprietário”.
Cientistas: Larissa Renata de Oliveira Bianchi (bióloga) e Débora de Mello Gonçales Sant’Ana (farmacêutica e pedagoga).

• 22 de maio, 19h30, Donna Ninpha Skate Bar (Avenida Carlos Correa Borges, 1.181):

Tema: “O dia em que a Terra parou”.
Bate-papo 1: “A conservação da biodiversidade na era da negação científica”.
Cientista: Sidnei Magela Thomaz (biólogo).
Bate-papo 2: “Mudanças Climáticas e aliens: extinguindo os seres humanos”.
Cientista: Roger Paulo Mormul (biólogo).

• 22 de maio, 19h30, Hórus Cervejaria (Rua Néo Alves Martins, 1.552):

Tema: “Um pouco de física não é dose!”.
Bate-papo 1: “Redescobrindo o Infinito: um Universo sem fronteiras Espaço-Temporais”.
Cientista: Marcos Cesar Danhoni Neves (físico).
Bate-papo 2: “Da mecânica clássica à física de sistemas complexos”.
Cientista: Renio dos Santos Mendes (físico).