Denarc faz operação em Maringá contra quadrilha comandada por preso. Pensionatos de fachada faziam tráfico

Equipes da Polícia Civil de Maringá, coordenadas pela Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), cumpriram 23 mandados de busca e apreensão e 32 mandados de prisão preventiva na manhã desta quarta-feira (24/4). A operação batizada de “Purgato Urbe”, ou limpeza na cidade, de combate ao tráfico de drogas, também cumpriu ordens judiciais em Cascavel, Londrina e Mossoró, no Rio Grande do Norte.

O alvo é uma organização criminosa comandada por preso da Penitenciária Estadual de Piraquara, identificado pelo apelido de “Titi”, que seria ligado a uma facção criminosa nacional. As investigações, que tiveram início há 10 meses pela Denarc, apontam que o detento é suspeito de comandar diversos gerentes responsáveis por redes menores de tráfico de drogas em Maringá.

Um dos presos nesta terça-feira na cidade é proprietário de pensionatos na Zona 7. Segundo a polícia, as pensões serviam de fachada para abrigar traficantes. A investigação também identificou outros traficantes que atuavam nas praças centrais, albergues e próximo a shoppings centers de Maringá.

De acordo com o delegado da Polícia Civil, Leandro Roque Munin, até às 9h50 desta terça-feira (24/4), dos mandados de prisão expedidos, foram presas 21 pessoas, que estão relacionadas direta ou indiretamente com a organização criminosa. As equipes também prenderam dois foragidos encontrados durante as buscas e realizou duas prisões em flagrante por tráfico de droga e outra por posse de arma de fogo.

Durante a ação, que contou com o apoio de um helicóptero em Maringá, foram presos suspeitos de crimes graves como latrocínio e homicídio. As equipes também apreenderam, em Marechal Cândido Rondon, 320 kg de droga que viria para Maringá.

“Com essa operação, a gente vai desabilitar uma rede de tráfico de drogas grande na cidade e vamos conseguir organizar um bom combate ao tráfico. Até que essa rede consiga se restabelecer vai demorar algum tempo”, afirmou o delegado.

Além da operação de combate ao tráfico de drogas, a Polícia Civil está nas ruas de todo o Estado com a operação PC27, de combate a vários crimes. A Polícia Militar também realiza a operação Tiradentes, que ocorre em todo Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.