Guardas Municipais de Maringá iniciam prática de tiros com espingardas calibre 12 nesta quinta

Por: - 13 de março de 2019
Vencedoras do torneio de tiro realizado pelo 4º Batalhão da Polícia Militar para as mulheres / Divulgação

Após concluírem o curso prático com os revólveres calibre 38, os guardas municipais de Maringá iniciam a prática de tiros com espingardas calibre 12. As aulas são parte da preparação dos agentes para que possam trabalhar armados nas ruas da cidade.

A formação total com armamentos exige 250 horas de aulas e os instrutores são militares da Escola de Formação, Aperfeiçoamento e Especialização de Praças da Polícia Militar de Maringá (Esfaep). Na fase final do curso, os agentes vão ter aulas práticas com as pistolas 380, que são os armamentos que vão ser usados nas ruas.

O curso com as espingardas calibre 12 nesta quinta-feira (14/3) vai ser realizado durante todo o dia no Centro de Treinamento Beretta Brasil, na área rural de Maringá.

Antes de iniciarem as aulas práticas de tiro, os agentes da Guarda Municipal passaram por avaliação psicológica, formação em segurança pública, aulas teóricas sobre o armamento, instruções sobre manuseio e recomendações de segurança.

Na sexta-feira (8/3), em meio às comemorações do Dia Internacional da Mulher, o 4º Batalhão de Polícia Militar realizou o 1º Torneio de Tiro Feminino de Revólver do 4º BPM.

As provas reuniram 24 policiais militares, 2 guardas municipais e 1 policial civil. A vencedora foi a agente da Guarda Municipal de Maringá Kelia Valença Coutinho.

Ela superou as soldados da Polícia Militar Andressa Becker, segunda colocada, Thais Aparecida Martins de Inácio, terceira colocada, e Jocasta Crislaine B. Turchetto.

O torneio foi organizado pela tenente Bruna Galli Silva, instrutora de tiro, e foi desenvolvido na categoria duelo, na modalidade revólver calibre 38. O desafio foi abater quatro alvos metálicos a 10 m de distância da atiradora.

A participante que derrubasse os alvos primeiro ou que tivesse o melhor desempenho se classificava para a próxima fase, sendo a adversária eliminada da prova.