Governo japonês faz doação de R$ 194 mil ao Wajunkai, asilo maringaense que ampara idosos japoneses

Por: - 8 de março de 2019
Asilo atende 38 idosos e a maioria é descendente de japonês / Reprodução Facebook

A Associação Paranaense de Amparo às Pessoas Idosas, também conhecida como asilo Wajunkai, em Maringá, vai receber neste domingo (10/3) a doação de R$ 194 mil do governo japonês.

O Consul Geral do Japão em Curitiba, Hajime Kimura, vai participar da cerimônia de assinatura do contrato de doação. A verba faz parte do Programa de Assistência a Projetos Comunitários, desenvolvido pelo governo japonês.

O Wajunkai abriga 38 idosos, a maioria descendentes de japoneses em situação de vulnerabilidade social e sem familiares. Segundo o monge e presidente do asilo, Eduardo Sasaki, a doação do governo japonês vai ser utilizada em reformas nas instalações da associação. Há 20 anos a estrutura não passa por nenhum reparo.

“Essa verba vem especificamente para uma reforma dos banheiros, das instalações sanitárias e de banho e também para instalação de um tanque de água quente por aquecimento solar”, explicou Eduardo Sasaki. De acordo com ele, o tanque de água aquecida vai gerar economia de energia na instituição.

O asilo Wajunkai foi fundado em 1975 e funciona como uma instituição de longa permanência. Além da alimentação, a entidade oferece práticas de artesanato, coral, esportes, jogos, atendimento médico, psicológico e social para os idosos.

A associação também tenta preservar a comida, os costumes e as tradições japonesas para os descendentes que moram no local.

O presidente do asilo afirmou que os recursos que serão disponibilizados fazem parte de uma verba que o governo do Japão viabiliza para comunidades orientais que vivem em outros países. Ele disse acreditar que a doação não vai ajudar apenas a comunidade japonesa, mas contribuir para melhorar a qualidade de atendimento e a visão da sociedade sobre os idosos.

“Nossos pais e avós que vieram do Japão foram acolhidos pelo Brasil, então a gente tem um sentimento de gratidão. Acredito também, que a maneira como a gente trabalha pode contribuir na construção de um pensamento de que vale a pena cuidar bem do idoso, já que o Brasil tem uma cultura que destrata o idoso”, declarou o monge.

A cerimônia de assinatura do contrato de doação vai ser aberta ao público e está marcada para começar às 10h no salão social do asilo, que fica na Avenida Londrina, 392.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.