Judeus participam de Grupo de Diálogo Inter-religioso de Maringá pela primeira vez nesta sexta-feira

Por: - 21 de fevereiro de 2019
Dom Anuar em encontro com o Papa Francisco / Divulgação

Pela primeira vez, desde a criação do Grupo de Diálogo Inter-religioso de Maringá, em 2003, os judeus vão participar de um encontro com os líderes de outras religiões.

A acolhida à comunidade judaica será feita na residência episcopal do Arcebispo de Maringá, Dom Anuar Battisti, nesta sexta-feira (22/2) a partir das 19h30.

O encontro é considerado histórico. De acordo com o coordenador do GDI, Irivaldo Joaquim de Souza, as articulações para a participação dos judeus começaram em 2015. “Agora eles passam a fazer parte do grupo oficialmente”, afirma.

“Nos reunimos bimestralmente na casa de um dos integrantes do grupo. Desta vez, terei a honra e a alegria de acolher em nossa casa, pela primeira vez, os irmãos judeus”, diz o arcebispo de Maringá, Dom Anuar.

Integram oGrupo de Diálogo Inter-religioso os representantes do cristianismo, budismo, islamismo, espiritismo, candomblé, umbanda, religião de Deus, fé bahá´i, religião indígena e, a partir de agora, do judaísmo.

“Ver árabes e judeus sentados juntos, em paz, é um sinal profético para o mundo. Estamos fazendo a nossa parte, como nos pede o Papa Francisco”, comenta o Arcebispo de Maringá.

Associação Israelita promove palestra

No sábado (23/2), a partir das 9 horas, no Auditório Hélio Moreira, anexo ao Paço Municipal, a Associação Israelita Norte Paranaense (Beit Tikvá), filiada a Union for Reform Judaism Latin America – UJR-AmLat (WUPJ), com sede em Maringá, vai realizar uma palestra com Marcelo Schapochnik, Diretor Executivo do Keren Kayemet LeIsrael (KKL).

O KKL é uma entidade não governamental, criada em 1901 na Suíça. É considerada a mais antiga entidade ecológica do mundo. Atualmente, é presente em 48 países, com projetos em desenvolvimento em todos os continentes, muitos deles com o apoio da ONU.

São realizadas ações com foco na captação e armazenamento da água, de combate à desertificação dos solos, de incentivo à agricultura, e de apoio à educação, com a difusão de informações e conhecimentos aos jovens para criação da consciência ecológica.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.