Instituto de Pesos e Medidas do Paraná faz alerta sobre qualidade dos materiais escolares. Veja as orientações

Por: - 7 de janeiro de 2019
Imagem ilustrativa / Divulgação Ipem-PR

O Instituto de Pesos e Medidas do Paraná (Ipem-PR) divulgou um alerta sobre a qualidade dos materiais escolares. A orientação é que pais e responsáveis que fiquem atentos na hora das compras. A principal dica é observar se os produtos possuem o Selo de Identificação da Conformidade do Inmetro, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, que atesta sobre os requisitos de segurança.

“A presença do Selo do Inmetro nos artigos escolares tem o objetivo de evitar acidentes que possam colocar em risco a segurança de crianças. Além disso, deve constar a faixa etária ao qual se destina o produto”, explica o gerente de Fiscalização do Ipem-PR, Roberto Tamari.

O Inmetro, através da Portaria n°262 de 2012, determinou 25 produtos que devem seguir as normas estabelecidas no regulamento, inclusive os itens importados. A justificativa é a presença de substâncias tóxicas de materiais que possam ser levados à boca ou com o risco de serem ingeridas e/ou inaladas, com bordas cortantes, ou a presença de pontas perigosas.

O que observar na compra do material escolar

  • O Selo de Identificação da Conformidade deve ser afixado na embalagem ou diretamente no produto.
  • No caso de material vendido a granel, como lápis, borrachas, apontadores ou canetas, a embalagem expositora com o selo do Inmetro deve estar próxima ao produto
  • Não compre artigos escolares em comércio informal, pois não há garantia de procedência. Tais produtos podem não atender às condições mínimas de segurança.
  • Guarde a nota fiscal. Ela é sua comprovação de origem do produto.
  • Caso encontre produtos sem o selo no mercado formal denuncie à Ouvidoria do Ipem-PR: 0800 645 01 02, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h, ou pelo site www.ipem.pr.gov.br, no link “Ouvidoria”.
  • Em casos de acidentes de consumo envolvendo um artigo escolar ou qualquer outro produto ou serviço, relate ao Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo – Sinmac (http://www.inmetro.gov.br/sinmac).

Confira a lista dos produtos regulamentados

  • Apontador
  • Borracha e ponteira de borracha
  • Caneta esferográfica/roller/gel
  • Caneta hidrográfica (hidrocor)
  • Giz de cera
  • Lápis (preto ou grafite)
  • Lápis de cor
  • Lapiseira
  • Marcador de texto
  • Cola (líquida ou sólida)
  • Corretor adesivo
  • Corretor em tinta
  • Compasso
  • Curva francesa
  • Esquadro
  • Normógrafo
  • Régua
  • Transferidor
  • Estojo
  • Massa de modelar
  • Massa plástica
  • Merendeira/lancheira com ou sem seus acessórios
  • Pasta com aba elástica
  • Tesoura de ponta redonda
  • Tinta (guache, nanquim, pintura a dedo plástica, aquarela)

Fiscalização da qualidade dos materiais escolares

O Ipem-PR iniciou nesta segunda-feira (7/1), junto aos postos de revenda e fabricantes do Paraná, a coleta de materiais escolares como cadernos, cola branca, giz, massas para moldear, corretivos líquidos, tintas guache e papel A-4.

Os produtos vão ser encaminhados para testes nos laboratórios do Instituto em Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel e Guarapuava. Um dos objetivos é verificar questões formais desses produtos, a fim de garantir ao consumidor que está adquirindo exatamente aquilo que está pagando.

De acordo com o gerente de Pré-embalados do Ipem-PR, Sérgio Camargo, a ação também visa a verificar se a quantidade declarada na embalagem pelos fabricantes corresponde à quantidade real.



Estudante de Química da UEM é morto em atentado em Maringá. Mais dois jovens ficaram feridos

O jovem estudante morreu na Rua Mandaguari esquina com a Rua Bragança, na zona 7.

Vítima do atentado em Maringá, professor Mima fazia Mestrado na UEM e dava aulas em cursinho de Apucarana

No Facebook, jovem se apresentava com a frase: "Eu tenho um sonho... Isso é tudo que preciso..."

Autor do ataque em pensionato de Maringá conhecia as vítimas e morava na casa há mais de um ano

O enterro da vítima será nesta segunda-feira (18/3), às 15h, no Cemitério Municipal de Conchas, no interior de São Paulo.

Governo japonês faz doação de R$ 194 mil ao Wajunkai, asilo maringaense que ampara idosos japoneses

O Wajunkai abriga 38 idosos, a maioria descendentes de japoneses em situação de vulnerabilidade social e sem familiares.

Agência do Trabalhador de Maringá abre 153 vagas. Tem dez para operador de caixa

Cargos com maior número vagas são de montador de estruturas metálicas, com 16, e soldador, com 11.

Estudante de Química da UEM é morto em atentado em Maringá. Mais dois jovens ficaram feridos

O jovem estudante morreu na Rua Mandaguari esquina com a Rua Bragança, na zona 7.

Vítima do atentado em Maringá, professor Mima fazia Mestrado na UEM e dava aulas em cursinho de Apucarana

No Facebook, jovem se apresentava com a frase: "Eu tenho um sonho... Isso é tudo que preciso..."

Autor do ataque em pensionato de Maringá conhecia as vítimas e morava na casa há mais de um ano

O enterro da vítima será nesta segunda-feira (18/3), às 15h, no Cemitério Municipal de Conchas, no interior de São Paulo.

Governo japonês faz doação de R$ 194 mil ao Wajunkai, asilo maringaense que ampara idosos japoneses

O Wajunkai abriga 38 idosos, a maioria descendentes de japoneses em situação de vulnerabilidade social e sem familiares.

Agência do Trabalhador de Maringá abre 153 vagas. Tem dez para operador de caixa

Cargos com maior número vagas são de montador de estruturas metálicas, com 16, e soldador, com 11.

Empregos em Maringá

Últimas vagas de Empregos

GUIAS