Mensagem compartilhada em WhatsApp causa confusão no Instituto de Educação. Notícia falsa era sobre cursos de línguas estrangeiras

Por: - 22 de dezembro de 2018
Whatsapp causa confusão
Mensagem falsa dizia que cursos gratuitos de espanhol, italiano e francês estavam sem alunos

Uma notícia falsa, divulgada principalmente por WhatsApp, causou transtornos no Instituto de Educação Estadual de Maringá (IEEM) nos últimos dias. A mensagem dizia que o Instituto oferece gratuitamente aulas de espanhol, francês, italiano e libras – o que é verdade – mas que corria o risco de paralisar as atividades por falta de alunos – o que nunca ocorreu.

A divulgação das informações falsas levou muita gente a procurar o Instituto para garantir uma vaga. A diretora da instituição, Leonice Mendes, conta que estava difícil atender a todas as pessoas que foram até o colégio ou ligaram. “Acredito que mais de cem interessados nos procuraram em apenas dois dias, mas tudo não passou de uma grande confusão causada pela mensagem de Whatsapp.

Leonice diz que não sabe quem criou e começou a compartilhar a mensagem e afirma que a situação foi informada ao Núcleo Regional de Educação, que deve investigar o ocorrido. “Para nós, foi uma falta de respeito tanto com os servidores do Instituto quanto com as pessoas que vieram até aqui à procura de cursos”, considera.

Segundo a diretora, o Instituto de Educação realmente oferece cursos de espanhol, francês e italiano; a partir de 2019 também terá turmas de libras, mas 80% das vagas são para alunos regulares do colégio e apenas as vagas restantes podem ser destinadas à comunidade.

“Depois dos alunos, as vagas são oferecidas para professores e funcionários do IEEM e só então pessoas de fora podem ser chamadas segundo alguns critérios, como renda por exemplo. A média costuma ser de cinco pessoas no máximo em cada turma”, explica Leonice.

A confusão gerada pela mensagem falsa criou uma situação atípica. A fila de espera para as vagas nos cursos de línguas nunca foi tão grande. “A maioria dessas pessoas que nos procuraram ficarão sem vagas, infelizmente”, diz.

Enquanto a mensagem compartilhada inúmeras vezes dizia que é difícil fechar turmas, a diretora conta que todos os anos são fechadas pelo menos três turmas para cada idioma. As turmas devem ter no mínimo 35 alunos. Também é falsa a informação de que as inscrições deveriam ser feitas até a sexta-feira (21/12), já que as vagas para a comunidade só serão disponibilizadas em fevereiro, após as matrículas dos alunos.

Com a confusão, a probabilidade de conseguir uma vaga gratuita em qualquer um dos quatro cursos ficou bastante reduzida. O Instituto de Educação está de recesso e só retoma o atendimento no dia 2/01. Mais informações pelo telefone (44) 3226-4346.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.