Pesquisa registra aumento de 61% de pessoas em situação de rua em Maringá. Observatório das Metrópoles convoca audiência pública

Por: - 7 de novembro de 2018

O número de pessoas em situação de rua em Maringá aumentou 61% na comparação com  2017. Esse é um dos dados que integram a análise comparativa da pesquisa “A População em Situação de Rua em Maringá: Descontruindo a Invisibilidade”.

O trabalho coordenado pelo núcleo do Observatório das Metrópoles da Universidade Estadual de Maringá (UEM) vai ser apresentado ao público em reunião no final de novembro.

A IV Audiência Pública sobre População em Situação de Rua vai ser realizada na quarta-feira (21/11), às 19h, no Auditório Hélio Moreira, anexo ao Paço Municipal.

Promovida pelo Observatório das Metrópoles Núcleo UEM/Maringá e Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (SASC), a audiência vai ser realizada com intuito de apresentar o resultado comparativo das quatro edições da pesquisa, que é realizada uma vez por ano desde 2015.

Na ocasião a SASC também apresentará as ações desenvolvidas para a população em situação de rua, por meio das políticas de Assistência Social e de Saúde.

A audiência pública é aberta a todos os interessados, em especial as entidades e aos atores da sociedade envolvidos diretamente com essa população. O evento também contará com a participação do coordenador do Movimento Nacional de Morador de Rua (MNPR), Leonildo José Monteiro Filho.

As pessoas em situação de rua em Maringá

A quantidade de pessoas em situação de rua em Maringá aumentou 61%, se comparada a 2017. Na edição de 2017, foram abordadas 222 pessoas e entrevistadas 177 pessoas, pois, 45 não quiseram responder a pesquisa.

Em 2018 foram abordadas 357 pessoas, sendo 247 entrevistadas e outras 110 pessoas que se recusaram a responder.

De acordo com a coordenadora do Observatório das Metrópoles Núcleo UEM/Maringá, Ana Lúcia Rodrigues, esse aumento de 61% em 2018 revela o impacto da crise econômica, acompanhada da falta de investimento em políticas de atenção a essa população.

“As gestões públicas precisam associar políticas de assistência, de moradia, de inserção produtiva e de saúde para responder ao conjunto das vulnerabilidades que caracteriza essa problemática”, declara.

O objetivo principal da pesquisa é identificar a quantidade e o perfil da população em situação de rua em Maringá.

Entre os itens pesquisados estão os motivos que levaram tais pessoas a estarem em situação de rua, suas relações familiares, o modo como sobrevivem e, como essa população percebe a sociedade em relação à pessoa em situação de rua.

O relatório final comparativo (2015 a 2018) será entregue ao poder público local para subsidiar ações em favor destas pessoas, e também será disponibilizado a todos os interessados.



Ratinho Junior suspende aumento de até 155% na taxa de vistoria veicular do Detran e reduz taxa de financiamento

O governador Ratinho Junior (PSD) suspendeu a portaria do Departamento de Trânsito do Estado do Paraná (Detran/PR), publicada em 2018, no final do governo...

Você sabe o que é phubbing? Vídeo com câmera escondida da Unimed Maringá sobre o tema atingiu 120 mil visualizações em quatro dias

Você sabe o que é phubbing? O termo em inglês foi criado a partir das palavras phone (telefone) e snubbing (esnobar, desprezar). Enfim, phubbing é o ato de ignorar uma...

Secretaria de Meio Ambiente identifica empresa que seria a principal responsável por mau cheiro em Maringá

Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (16/1), o secretário de Meio Ambiente e Bem-Estar Animal, Ederlei Alckamim, afirmou ter identificado a empresa que...

Tem quatro vagas em marketing na TecnoSpeed e de serviço geral na Albadore. Veja os anúncios da Seção de Empregos do Maringá Post

Nesta quinta-feira (17/1), na seção de Empregos do Maringá Post as vagas anunciadas com maior destaque são para atuar com marketing na TecnoSpeed. A...

Encontro de carros antigos no domingo, na Praça da Prefeitura, celebra os 60 anos do fusca no Brasil

No domingo (20/10), dia em que o lançamento nacional do carro popular da Volkswagem completa 60 anos, amantes de carros antigos de Maringá e...

Ratinho Junior suspende aumento de até 155% na taxa de vistoria veicular do Detran e reduz taxa de financiamento

O governador Ratinho Junior (PSD) suspendeu a portaria do Departamento de Trânsito do Estado do Paraná (Detran/PR), publicada em 2018, no final do governo...

Você sabe o que é phubbing? Vídeo com câmera escondida da Unimed Maringá sobre o tema atingiu 120 mil visualizações em quatro dias

Você sabe o que é phubbing? O termo em inglês foi criado a partir das palavras phone (telefone) e snubbing (esnobar, desprezar). Enfim, phubbing é o ato de ignorar uma...

Secretaria de Meio Ambiente identifica empresa que seria a principal responsável por mau cheiro em Maringá

Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (16/1), o secretário de Meio Ambiente e Bem-Estar Animal, Ederlei Alckamim, afirmou ter identificado a empresa que...

Tem quatro vagas em marketing na TecnoSpeed e de serviço geral na Albadore. Veja os anúncios da Seção de Empregos do Maringá Post

Nesta quinta-feira (17/1), na seção de Empregos do Maringá Post as vagas anunciadas com maior destaque são para atuar com marketing na TecnoSpeed. A...

Encontro de carros antigos no domingo, na Praça da Prefeitura, celebra os 60 anos do fusca no Brasil

No domingo (20/10), dia em que o lançamento nacional do carro popular da Volkswagem completa 60 anos, amantes de carros antigos de Maringá e...

Empregos em Maringá

Últimas vagas de Empregos

GUIAS