Motorista de Uber de Maringá é a primeira mulher do Brasil a receber cinco estrelas no aplicativo. Conheça a história e os motivos da conquista

Por: - 6 de novembro de 2018
Glaucia mostra com orgulho o troféu e a estrela dourada que recebeu do Uber / Arquivo pessoal

Glaucia Stocki não consegue mais parar de comemorar.

Depois de um ano e sete meses trabalhando em Maringá como motorista de Uber, ela conquistou um título muito desejado e difícil de alcançar. No dia 3 de outubro ela foi reconhecida como a primeira mulher (e única por enquanto) do Brasil a ser avaliada com nota máxima no aplicativo.

Newsletter Briefing
O que aconteceu de importante em Maringá, todo início de noite no seu email.
Saiba mais ou cadastre-se:

Em Maringá e no Paraná nenhum homem, embora a imensa maioria dos motoristas do aplicativo seja do sexo masculino, conquistou as cinco estrelas do aplicativo, que só vêm depois que 500 passageiros consecutivos atribuem a nota máxima ao motorista, como ocorreu com Glaucia.

Até hoje, apenas homens tinham alcançado a proeza no Brasil. “Quando vi minha nota chegar a 4,97 resolvi me dedicar o quanto pudesse para conquistar a nota máxima. Confesso que minha maior motivação foi mostrar que as mulheres também são muito boas ao volante”, admite Glaucia.

Para conquistar os 500 cliques na quinta estrela do aplicativo, Glaucia conta que precisou focar no relacionamento. “Eu tratava todo mundo da melhor maneira, buscava assuntos interessantes e fora de polêmica. Ficava quieta quando percebia que era isso que o cliente queria, além de manter o carro sempre muito limpo, fazer o melhor trajeto e ser cuidadosa no trânsito”.

Ela diz que nunca pediu avaliação porque essa conduta não é permitida pelo Uber e deve partir dos usuários de maneira espontânea. Pelas ruas de Maringá, Glaucia dirige um Gol G6 que agora tem pendurada no retrovisor a estrela dourada enviada pelo aplicativo.

Por ter alcançado a nota máxima como motorista, ela recebeu uma gratificação de R$ 5 mil e outros prêmios, que mostra em um vídeo no Youtube.

Glaucia conta que nunca vai esquecer o dia em que foi reconhecida como motorista cinco estrelas do Uber. Pega de surpresa, foi um passageiro que deu a notícia. “Ele entrou no carro e disse que nunca tinha andado com uma motorista cinco estrelas. Eu disse que não tinha a classificação. Ele me mostrou o celular e aí foi só emoção. Chorei, ganhei abraço e parabéns”, relembra.

Experiência ao volante

A única motorista de aplicativo cinco estrelas do Brasil não nasceu em Maringá. É natural de Pitanga, cidade de pouco mais de 30 mil habitantes que fica bem no centro do Paraná. Glaucia se mudou para cá no fim de 2016 e trabalhava como instrutora de autoescola. Ela passou um bom tempo utilizando o aplicativo como renda extra e só quando vislumbrou a possibilidade de alcançar a nota máxima, 5,0, passou a se dedicar exclusivamente ao Uber.

Além de se manter no posto de motorista cinco estrelas, Glaucia deseja ajudar os colegas que desejam melhorar as próprias notas no Uber. Para isso, ela criou um canal no Youtube onde dá dicas de uso e atualizações: “Quero ajudar quem tem dificuldade com o aplicativo e quer tirar o melhor proveito dele”.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.