Você já ouviu falar da Cachoeira do Bosque 2? Paraíso escondido perto do centro de Maringá é revelado em vídeos no YouTube

Por: - 12 de outubro de 2018
Cachoeira do Bosque 2, onde os jovens teriam mergulhado / Reprodução YouTube

No último vídeo sobre a Cachoeira do Bosque 2, postado nesta quinta-feira (11/10) no YouTube, o local é chamado de cachoeira proibida. O próprio autor brinca, “vamos a um lugar onde não deveria ir ninguém”. O casal que fez a postagem elogia a qualidade da água do local, o que é possível graças a um sistema de saneamento básico eficiente, avaliaram.

A postagem não é a única que revela um paraíso escondido perto do centro de Maringá. A Cachoeira do Bosque 2 não fica exatamente dentro da área do Parque Florestal dos Pioneiros, mas na continuação da reserva, abaixo da via Perimetral, no trecho da avenida em que há o encontro das denominações Juscelino Kubitschek e Euclides da Cunha.

A área é uma reserva natural pública e cercada, o que não impede que cada vez mais gente conheça e vá até a Cachoeira do Bosque 2. É um verdadeiro paraíso escondido, pois a cachoeira forma um grande tanque, onde os usuários nadam e também praticam saltos cheios de adrenalina. Um dos primeiros vídeos que apareceram sobre a cachoeira no YouTube foi postado maio de 2016.

A grande repercussão levou o autor, meses depois, a fazer um outro vídeo sobre a Cachoeira do Bosque 2. Desta vez, ele ensinou como acessar o atrativo natural.

Com o passar do tempo, outros vídeos apareceram sobre o local. É possível ver que o acesso ao local é complicado, mas a cachoeira compensa o sacrifício. Há vários flagrantes de jovens que arriscam saltos de grande altura.

Em fevereiro de 2018, o programa Tribuna da Massa mostrou o local e discutiu os riscos de acidentes e a possibilidade da administração municipal explorar o ponto turístico de alguma forma. Veja abaixo o vídeo com a reportagem sobre a Cachoeira do Bosque 2 e a entrevista em a prefeitura informa que vai fazer estudos.

Até agora, nenhuma proposta pública foi apresentada sobre o local, que até maio de 2016, muitos maringaenses nem imaginavam que existia.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.