Os 30 pontos que rejuvenescem a face em até 10 anos. Entenda como funciona o MD CODES. Dermatologista tira dúvidas sobre nova técnica oferecida em Maringá

Por: - 22 de agosto de 2018

Considerada uma revolução no tratamento estético facial, o MD CODES (códigos médicos) é uma técnica nova, criada pelo cirurgião plástico brasileiro Dr. Maurício de Maio, que garante um rejuvenescimento de até dez anos na face do paciente.

O médico fez pesquisas por mais de 20 anos e conseguiu determinar pontos precisos para fazer aplicações. São pouco mais de 30 pontos, representados por letras e números, que ao receberem o preenchimento ajudam a deixar a pele mais lisa. Garante um efeito conhecido como lifting.

Mas o que torna mesmo o MD CODES uma técnica revolucionária nos tratamentos estéticos é o resultado imediato que o paciente tem após a aplicação e, além disso, a pessoa pode sair da clínica e ir direto para uma festa.

“Os códigos médicos não buscam resultados pontuais, não se trata de um método em que se aborda apenas os lábios ou o “bigode chinês “. A abordagem é na face toda, visando um embelezamento global da face”, explica a dermatologista Dra. Claudia Sandri.

A médica adotou a técnica de MD CODES e explica que, com o tratamento, é possível trabalhar a “região das maçãs do rosto, das têmporas, das olheiras, pés de galinha, bigode chinês, lábios, queixo, mandíbula e testa”, conta.

O número exato de pontos a receberem a aplicação varia de acordo com a necessidade de cada pessoa. “Cada paciente é avaliado de maneira individualizada. Nem todos os rostos precisam de todos os códigos”, orienta a doutora.

Além de ser considerada uma técnica que permitiu obter resultados cirúrgicos de rejuvenescimento sem cortes e sem a necessidade do período de recuperação pós-cirúrgica, o MD CODES passou a substituir outras técnicas de preenchimento e com melhores resultados.

“Os MD CODES podem ser utilizados na face toda e proporcionam um rejuvenescimento e volume com um resultado muito natural se comparado a técnicas mais antigas. A grande inovação do MD CODES é direcionar o médico a avaliar a face como um todo, permitindo que a causa do incômodo seja tratada”, diz.

A dermatologista explica que em alguns pacientes, a origem da insatisfação está localizada em uma área diferente daquela que o desagrada e, com a nova técnica, o resultado final fica melhor e é atingido com mais facilidade.

“Se a intenção é suavizar o bigode chinês, a aplicação pode ser feita na região das bochechas, pois, uma vez estruturada essa região, a ruga do bigode chinês já será suavizada”, exemplifica a doutora.

A dermatologista Dra. Claudia Sandri, especialista e membro da Sociedade Brasileira de  Dermatologia, da Academia Americana de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia, se coloca à disposição para esclarecimento de outras dúvidas sobre o tratamento. Mais informações podem ser obtidas nas redes sociais, no site da clínica ou pelo telefone (44) 3262-3811.

Dúvidas comuns sobre o MD CODES

Qual material é utilizado?

Utiliza-se o ácido hialurônico, com densidades diferentes, os mais pesados para dar mais volume e outros mais leves para áreas mais delicadas como olheiras e lábios.

Qual a indicação do MD CODES?

É indicado para homens e mulheres que já apresentam rugas e linhas de expressão, além de flacidez leve a moderada. A técnica pode ser utilizada mesmo em pacientes mais jovens, que ainda não possuem rugas ou flacidez, mas que buscam corrigir algum detalhe da face que consideram esteticamente desfavoráveis como um queixo retraído, olheiras fundas ou um rosto muito redondo.

Quando aparecem os resultados?

Os resultados são visíveis imediatamente e , ao contrário de uma intervenção cirúrgica, não demanda nenhum período de recuperação. A duração da técnica é de um a 2 anos.

Qual o custo do tratamento?

O custo depende do grau de envelhecimento da pele. Um rosto mais envelhecido precisa do tratamento de várias áreas, demandando mais produto. Porém, o procedimento pode ser realizado por etapas, priorizando primeiro as áreas de maior impacto no tratamento.

Este conteúdo foi produzido em nome da Clínica da Dra. Claudia Sandri, como parte do Plano 6k de marketing de conteúdo oferecido pelo Maringá Post.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.