Tema do vestibular de inverno da UEM foi a amizade e os desafios que os diferentes posicionamentos ideológicos e políticos trazem às relações

Por: - 23 de julho de 2018
Fonte: Revista Veja

Na manhã desta segunda-feira (23/7), aconteceu o segundo dia de provas do vestibular da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Foi o dia da redação e o tema foi a amizade e os desafios que os diferentes posicionamentos ideológicos e políticos trazem às relações.

Para auxiliar os estudantes, foram apresentados dois textos sobre a amizade. O primeiro é um artigo de opinião de uma blogueira do site Universa, Luiza Sahd, intitulado “Amizade que termina por causa de política era amizade mesmo?”. O artigo trata sobre o “discutir política” em grupos de amigos.

“(…)Já aconteceu com todo mundo: seu amigo manifesta uma opinião sobre partidos ou políticas públicas na internet e você entra em uma espiral de choque, decepção, repugnância e tristeza por pensar exatamente o oposto do que ele defende com tanta paixão. Sabe por quê? Você não está sabendo observar e escutar esse amigo. Todos os dias, ele te dá pistas concretas de que ele é tudo isso aí que você leu no Face dele mesmo(…)”

O segundo texto expôs um trecho da música “Amigo”, de Roberto Carlos. A letra conta a história de amor e companheirismo de dois amigos e a dedicação de um com o outro.

“Você meu amigo de fé, meu irmão camarada
Amigo de tantos caminhos e tantas jornadas
(…)
Às vezes em certos momentos difíceis da vida
em que precisamos de alguém pra ajudar na saída
A sua palavra de força, de fé e de carinho
Me dá a certeza de que eu nunca estive sozinho
(…)
Você me diz as verdades com frases abertas
Amigo, você é o mais certo das horas incertas
(…)
Não preciso nem dizer tudo isso que eu lhe digo,
Mas é muito bom saber que eu tenho um grande amigo.”

Dada as duas referências, os estudantes tinham que redigir dois textos. Um, uma carta pessoal para um amigo com o qual o aluno teria tido um desentendimento por uma divergência de opinião e sentindo falta, tinha que tentar restabelecer a amizade.

O outro, um artigo de opinião sobre a amizade entre amigos que seguiram caminhos diferentes na vida e que assumem gestos políticos opostos diante da sociedade. Ambos deveriam ter no mínimo 10 linhas e no máximo 15.

A Comissão Central do Vestibular Unificado (CVU) explica que o tema da redação, bem como toda a prova do vestibular, é elaborada por um trio de docentes da UEM, sendo dois elaboradores e um revisor.

O assunto parece ter agradado os professores. Eles entendem que, apesar da aparência  fácil, o tema exige conhecimento teórico e linguístico dos estudantes.

A professora de redação do colégio Platão, Lu Oliveira explica que conversa muito com seus alunos sobre a diferença entre os temas de redação do vestibular da UEM em relação a outras universidades públicas e do ENEM.

“Enquanto algumas trazem temas políticos, econômicos ou de manchetes de jornais, a UEM tem trazido nos últimos anos assuntos mais relacionados ao comportamento e relações humanas”, explica a professora Lu Oliveira.

“Não é um tema de grande relevância, mas tem a ver com o comportamento. Isso que é bacana, mostrar o quanto é possível ter uma relação com alguém”, afirma a professora.

Ela ressalta, ainda, que “mandar o estudante fazer um artigo de opinião ajuda a mensurar a capacidade linguística de alguém que quer entrar na universidade, ele precisa mostrar seu poder de argumentação. Já a carta parece um gênero fácil, porém o desafio está em atender o comando de produção exigido na prova”.

Para o professor universitário com pós-doutorado em literatura pela USP, Sílvio Ruiz Paradiso, o tema tem muito a ver com o momento político e social do Brasil.

“Desde as últimas eleições houve uma certa polarização política no Brasil e essa polarização trouxe bastante hostilidade nas relações entre as pessoas, que passaram a perceber que relações de amizade poderiam ser destruídas por posicionamentos políticos e ideológicos”.

Ele explica que um tema como esse é uma via de mão dupla. “A palavra amigo vem do latim, amicum. Tem sua raiz no verbo amar, portanto ser amigo é amar além dessas diferenças. Por outro lado, ser amigo é pertencer a um grupo social, onde estão as afinidades. O aluno tem que saber balancear os dois olhares”.

O vestibular de inverno 2018 da UEM termina nesta terça-feira (24/7) com a prova de conhecimentos específicos de cada área. A lista dos aprovados será divulgada no dia 30 de agosto.

O tema do vestibular de verão de 2017 foi o uso do celular e a influência em suas relações interpessoais.

13,6% desistem do vestibular de inverno da UEM

O índice de desistência no primeiro dia do vestibular foi de 13,1%. No segundo dia, o índice subiu para 13,6%. “Isso é sempre esperado. Amanhã (quarta-feira) vai ser um pouco mais elevado. Esse dado é histórico, o candidato vem no primeiro dia e dependendo do desempenho que ele acredita que teve, ele já não vem no segundo, nem no terceiro”, afirma a professora e coordenadora do CVU, Maria Raquel.

Ainda segundo dados da comissão, as provas têm acontecido de forma bem tranquila e com pouco registro de atrasos. “Graças ao aplicativo que fizemos e o plantão no sábado, houve pouquíssimas ocorrências de atraso. Se aconteceu, não foi nada significativo”, diz.

Se inscreveram no vestibular de inverno da UEM 15.940 estudantes de diversos locais do Brasil, para concorrer a 1.492 vagas. O curso mais concorrido no vestibular de inverno da UEM é Medicina, com relação de 336.9 candidato/vaga para não cotista e 206.3 para cotistas. Veja aqui a concorrência de todos os cursos.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.