Mais de 20 mil veículos são esperados neste domingo na catedral de Maringá, para a benção de São Cristóvão, o homem que carregou Jesus nos ombros

Por: e - 19 de julho de 2018
São Cristóvão é considerado padroeiro dos motoristas e viajantes (Imagem/Arquidiocese de Maringá)

No próximo domingo (22/7) mais de 20 mil veículos deverão passar pela Avenida Tiradentes, especificamente na frente da Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória, para receber a benção de São Cristóvão. É, dentre as cerimônias não bíblicas, a mais antiga tradição da igreja católica em Maringá, que remonta a década de 1970.

Serão montados quatro pontos de benção, três na avenida e um no estacionamento da catedral, que contarão com 20 padres e diáconos, em sistema de revezamento, das 7h30 às 17h30. “As vezes, empresas como Viação Garcia e G10 mandam a frota toda para ser benzida”, comenta o diácono Geandre.

Além da benção de motoristas, motociclistas, ciclistas e veículos, quem passar na frente da catedral no domingo também receberá uma oração e um pequeno rosário. “Para se proteger, não basta a benção do veículo, os motoristas também precisam respeitar as leis de trânsito”, observa o diácono.

A imprudência e o desrespeito ao Código de Trânsito Brasileiro têm sido a principal causa de acidentes nas vias urbanas de Maringá, que apenas no primeiro semestre deste ano registrou 3.270 ocorrências, com 20 mortes. Homens entre 30 e 39 anos são os que mais se envolvem em colisões transversais, traseiras e laterais, principalmente motociclistas.

O Dia de São Cristóvão é comemorado em 25 de julho, mas a cerimônia da benção de condutores e veículos costuma ocorrer no domingo imediatamente anterior. Conta a história cristã que um homem muito alto e forte ficava à beira do Rio Jordão, na Palestina, para ajudar mulheres e crianças realizar a travessia.

À época, o homem, que ninguém sabe ao certo o nome, mas alguns acreditam se chamar Réprobo, servia ao Rei de Canaã. Até que um dia, ao ajudar um menino a atravessar o rio de fortes corredeiras, não suportando o peso nos ombros, comentou que parecia estar carregando o mundo nas costas.

Foi então que o menino revelou ser Jesus Cristo, o filho de Deus. Depois disso, o homem assumiu o nome de Cristóvão, que significa “condutor de Cristo”, e continuou ajudando os mais fracos a atravessar o rio. Vem daí o fato de São Cristóvão ser considerado o padroeiro dos motoristas e viajantes, pois acredita-se que um dia ele carregou Jesus nos ombros.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.