Maringá lidera ranking de dengue no Paraná e é a segunda em número de suspeitas. Também tem um caso de Chikungunya

Por: - 6 de junho de 2018

Maringá permanece na liderança do ranking de dengue no Paraná e ocupa a segunda posição em número de casos suspeitos. As informações são do último boletim da secretaria estadual da Saúde, divulgado nesta terça-feira (5/6). O município tem 153 confirmações e 2.179 notificações.

O quadro permanece bem próximo ao divulgado no boletim da semana anterior, possivelmente devido à queda nas temperaturas, quando há uma redução natural na quantidade do mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti. Apenas a quantidade de notificações cresceu, com 40 novas suspeitas.

Os outros municípios com maiores números de confirmações da doença na última semana epidemiológica são São João do Ivaí (124) e Foz do Iguaçu (117). Em relação aos suspeitos, em primeiro está Londrina (3.433), seguido por Maringá e Foz do Iguaçu (1.983). Também não houve alteração em relação à semana anterior.

Maringá tem um caso confirmado de Chikungunya, importando, e 37 suspeitos. No Paraná, são 56 confirmações e 683 suspeitos. Quase metade das ocorrências estaduais, 22, são em Palotina, todas autóctones. Quanto ao Zika Vírus, em Maringá existem 12 notificações e nenhuma confirmação. No Estado são 218 suspeitas e nenhuma confirmação.

Mesmo diante das condições climáticas adversas à proliferação do mosquito transmissor das três doenças, a orientação da secretaria de Saúde permanece sendo o de prevenção.  Os ovos do Aedes aegypti Podem resistir ao ressecamento por até 450 dias, ou seja, podem eclodir no próximo verão.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.