Universidade Estadual de Maringá completa 42 anos de reconhecimento pelo MEC. Veja a lista completa dos primeiros formandos da UEM de 1976

12 de maio de 2018
Comemoração da assinatura do decreto / UEM

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) foi fundada oficialmente em 28 de janeiro de 1970, quando o então governador Paulo Pimentel assinou a Lei Estadual, baseado em um decreto estadual, publicado em novembro de 1969.

Mas foi só em 11 de maio de 1976 que a universidade obteve o reconhecimento oficial do Ministério da Educação (MEC). Nesse mesmo ano, 122 estudantes se formaram no primeiro semestre. E no segundo semestre, outros 184 concluíram a graduação na universidade.

Antes do decreto federal n° 77.583 que reconheceu a universidade como uma instituição de nível superior, a UEM estava apenas criada.

Faziam parte da instituição a Faculdade Estadual de Ciências Econômicas, a Faculdade Estadual de Direito e a Fundação Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. E até esta data, os diplomas dos estudantes traziam o nome dessas instituições.

Juntas, essas faculdades ofereciam sete cursos: Ciências Econômicas, Direito, História, Geografia, Ciências do 1º Grau, Letras Anglo-Portuguesas e Letras Franco-Portuguesas.

Quando saiu o reconhecimento do MEC, em 1976, outros 15 cursos de graduação já tinham sido criados, como o de Educação Física, em 1973.

Da primeira turma de formandos de Educação Física, Aldi César Mertz, lembra dos primeiros anos da instituição.

“Mudei de Rondon para Maringá, em 1973, e entrei na primeira turma de Educação Física. No começo quase não tinha estrutura, mas o empenho dos professores e o entusiasmo dos alunos fizeram a faculdade crescer”.

Mertz diz que sempre acreditou que “a universidade tinha, desde o começo, o destino de ser grande. Tanto que transformou Maringá em um pólo educacional e criou um sentimento de orgulho nos moradores por ter a faculdade aqui”, afirmou.

Aos poucos, a instituição ocupou o campus sede e novos cursos foram criados:

  • Psicologia, em 1979;
  • Enfermagem e Obstetrícia, em 1981;
  • Bacharelado em Química, em 1984;
  • Bacharelado em Geografia, em 1987;
  • Bacharelados em Física e Ciências Biológicas, em 1988.

A década de 1980 também foi marcada pela abertura da primeira extensão, na cidade de Cianorte, no ano de 1986. Outro marco importante foi a criação dos cursos de Medicina e Odontologia, em 1988.

Foi o início da implantação do complexo de saúde formado pelo hospital, clínica odontológica e a unidade de psicologia aplicada, além do hemocentro. Leia mais sobre a história na reportagem publicada pela UEM.

Primeiros formandos da UEM no 1º semestre de 1976

Primeiros formandos da UEM no 2º semestre de 1976