Recém-nascido é abandonado dentro de caixa de papelão na tarde deste Domingo de Páscoa em Maringá. Criança passa bem

Por: - 1 de abril de 2018
A repórter Kelly Moraes conversa com as mulheres que encontraram o bebê / Reprodução Facebook Tribuna da Massa TV Tibagi

Na rua tranquila, no fundo de um vale, no Parque das Grevíleas, uma caixa de papelão foi abandonada na frente de uma casa. Dentro, um bebê recém-nascido, ainda com o cordão umbilical, enrolado em uma toalha de rosto de cor azul.

Visitantes da moradora encontraram o menino, de fartos cabelos negros, e cor branca. A família que o encontrou, comprou leite e fralda, deu banho e acionou o Conselho Tutelar.

O menino encontrado na tarde deste Domingo de Páscoa foi levado para o abrigo municipal, onde vai aguardar pelo desdobramento do caso até que haja uma decisão do Juizado da Infância e da Juventude.

A Polícia Civil irá investigar o abandono. Ainda não há pistas sobre quem abandonou o bebê. O Conselho Tutelar não descarta a possibilidade de um caso de depressão pós-parto, que poderia levar uma mãe a deixar um recém-nascido na rua.

A repórter Kelly Moraes, do Tribuna da Massa, conversou com a família que encontrou e cuidou da criança. Os detalhes você vê na reportagem exibida no Tribuna da Massa desta segunda-feira.

BEBÊ ABANDONADO!

BEBÊ ABANDONADO!Bebê com poucos dias de vida é abandonado em um bairro de #Maringá.Acesse www.redemassa.com.br e confira outras matérias!

Posted by Tribuna da Massa – TV Tibagi on Monday, April 2, 2018

Mãe de recém-nascido disse estar arrependida

Nesta segunda-feira (4/4), o Conselho Tutelar de Maringá foi procurado pela mulher de 22 anos que abandonou o bebê na tarde deste domingo. Ela informou ter deixado a criança no Parque das Grevíleas por conta de um desentendimento familiar.

Ela disse que tem um marido, mas ficou afastada dele por um tempo. Neste período, teve um relacionamento com outro homem e engravidou. O relacionamento não deu certo e ela voltou a ficar com o marido, que disse não querer a criança. Por este motivo, ela teria decidido abandonar o bebê.

O Conselho Tutelar informou que a mulher ainda será ouvida pelos conselheiros e também pela Polícia Civil. Eles querem saber com detalhes se ela agiu sozinha ou com a ajuda de alguém. A mãe poderá responder criminalmente por abandono de incapaz.

Por enquanto, o bebê permanece no abrigo municipal e poderá ser encaminhado para os cuidados de uma família acolhedora até que o Juizado da Infância e da Juventude defina com quem a criança vai ficar.

  • Reportagem atualizada às 16h15 desta segunda-feira (2/4), com mais informações sobre as investigações do Conselho Tutelar e as notícias sobre a mãe da criança. 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.