MEC autoriza Unicesumar a abrir cinco novos cursos em Curitiba, Londrina e Ponta Grossa. São mil novas vagas a partir do segundo semestre

Por: - 27 de março de 2018

O Ministério da Educação (MEC) autorizou o funcionamento de cinco novos cursos nos campi da Unicesumar em Curitiba, Londrina e Ponta Grossa. No total, serão mil vagas a mais no ensino superior presencial do Paraná. 

Na capital do estado, as novidades são os cursos tecnológicos de Segurança no Trânsito e Agronegócio e o de bacharelado em Ciências da Computação. Em Londrina, passará a ser oferecido o curso de bacharelado em Engenharia Mecânica. E, em Ponta Grossa, será aberto o curso de bacharelado em Ciências Biológicas. São 200 vagas para cada curso.

Com as portarias do MEC, Curitiba passa a contar com 37 cursos de graduação. A lista de Ponta Grossa cresceu para 43. E em Londrina, o portfólio é formado por 34.

Os cinco novos cursos serão oferecidos a partir do segundo semestre de 2018 e serão incluídos no Vestibular de Inverno da instituição, que será realizado no dia 10 de julho.

Na última semana, o MEC já havia autorizado a liberação do curso de Direito nos campi da Unicesumar de Londrina e Ponta Grossa, com 120 vagas em cada cidade.

Os candidatos podem fazer as inscrições para o Vestibular de Inverno da instituição a partir de 9 de abril. As turmas serão abertas no segundo semestre deste ano.

Liberação de novos cursos se deve à credibilidade

Segundo vice-reitor Wilson Matos Filho, os novos cursos da Unicesumar, que está entre os 10 maiores grupos educacionais do país, conforme o Índice Geral de Cursos (IGC) do MEC, legitimam o plano de expansão iniciado há cerca de 6 anos, que prevê investimentos de R$ 180 milhões em ensino de qualidade, e sustentam princípios da instituição.  

“Essas autorizações feitas pelo MEC em três das unidades da Unicesumar contribuem para ampliação de nosso portfólio de cursos e, prioritariamente, no papel que a instituição de ensino tem em ajudar a aquecer a economia, proporcionando que os alunos apliquem o conhecimento de qualidade e o desenvolvimento intelectual no mercado de trabalho, de acordo com a necessidade de cada área”, disse.

As autorizações dos cursos de Agronegócio, Ciências da Computação, Segurança no Trânsito e Ciências Biológicas estão ancoradas no conceito 4 no IGC, em escala de 1 a 5, o que expressa grau de excelência em avaliações de especialistas do ministério nos critérios organização didática pedagógica, corpo docente e infraestrutura.

No começo de 2018, a instituição ultrapassou a marca de 120 mil alunos nas modalidades de ensino a distância e presencial.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.