Como está a sua coluna? Exposição em Maringá detalha o pilar que sustenta o corpo e oferece avaliação profissional gratuita a visitantes

Por: - 22 de março de 2018
Exposição sobre coluna vertebral fica aberta no Mudi, da UEM, até maio / Divulgação

A iniciativa partiu da sugestão da aluna de pós-graduação em Anatomia Humana da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Lilian Catarim. “Conversávamos sobre como os problemas de coluna estão aumentando e, pensando nisso, avaliamos que é muito mais fácil prevenir do que tratar”, disse a professora doutora Carmem Barbosa, responsável pela exposição “Coluna Vertebral: o pilar que sustenta o corpo”.

O trabalho garante aos visitantes do Museu Dinâmico Interdisciplinar (Mudi), que fica no campus da UEM, informações detalhadas e orientações sobre a coluna vertebral. A exposição foi aberta esta semana e fica aberta ao público até o começo de maio, mas é preciso fazer um agendamento prévio para participar.

É que além de conhecer mais sobre a coluna dos humanos, os visitantes também podem aproveitar e fazer uma avaliação individual e gratuita com profissionais especializados.

Orientação profissional e gratuita sobre coluna

A exposição foi idealizada para garantir uma atividade diferente ao público. “Não é apenas mostrar, mas garantir uma ação interativa, avaliativa e também de orientação”, explicou Carmem.

Durante as visitas, o público conhece uma coluna saudável e os possíveis desvios e problemas mais comuns, para efeito comparação.

Depois, as pessoas são convidadas a participar de atividades interativas com mochilas e, até mesmo, com uma barriga falsa. Na exposição, também há exibição de vídeos sobre cuidados com a postura em atividades cotidianas.

Ao final, há uma avaliação de postura e da forma de pisar do visitante.

Se for constatado algum problema, os profissionais fazem a orientação e, se necessário, fazem o direcionamento para o tratamento especializado. A avaliação só está disponível para os visitantes com mais de 18 anos de idade.

“Temos uma parceria com a Clínica da Coluna e isso pode ajudar bastante num possível tratamento”, destacou a professora.

Interatividade visa a aproximar comunidade

A organizadora, Carmem Barbosa, afirmou que o objetivo da interatividade da exposição é aproximar os moradores da cidade dos trabalhos desenvolvidos na instituição.

“A UEM é uma das universidades mais bem ranqueadas quando falamos de pesquisa, mas muito do que é feito não é acessível para a comunidade externa. É importante popularizar o conhecimento”, afirmou.

“Estamos atendendo muitas pessoas da terceira idade, o que é muito importante. Também esperamos a visitação de escolas e colégios para que os estudantes entendam a importância do cuidado com a postura.”

Serviço

Para participar é preciso fazer um agendamento prévio pelos telefones 3011-4930 ou 3011-6008. O horário de funcionamento do Mudi é das 8h30 às 11h, e entre 13h30 e 16h, de segunda à sexta-feira. Às quartas, também é possível agendar a visita no período noturno, entre 19h e 22h.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.