Moto com farol apagado em Maringá agora deverá ser parada pelos agentes de trânsito antes do motociclista ser multado

Por: - 27 de fevereiro de 2018

A partir desta semana, motociclista com farol da moto apagado que passar por um agente de trânsito da secretaria de Mobilidade Urbana de Maringá (Semob) deverá ser obrigatoriamente parado para fiscalização e lavratura do auto de infração.

É o que determina portaria número 003/2018, baixada pelo secretário José Gilberto Purpur, que visa à implantação de um procedimento padrão a ser adotado por todos os agentes municipais de trânsito.

A infração é prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e pode ser considerada gravíssima ou média. Enquadra-se no primeiro caso farol apagado por causa do motociclista e as penalidades são sete pontos na CNH, multa de R$ 293,48 e até suspensão do direito de dirigir.

No segundo, quando o farol está apagado por problema elétrico ou mecânico, são quatro pontos na carteira e multa de R$ 130. O diretor de Trânsito da Semob, Marcelo Filite, disse na manhã desta terça-feira (27/2) que a abordagem obrigatória não é prevista pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Semob diz que medida vai evitar multa errada

“Entendemos que a abordagem deve ser obrigatória para evitar eventuais problemas. Por exemplo, de ser aplicada uma multa gravíssima quando de fato de trata de um farol queimado durante a viagem”, explicou Filite.

Segundo ele, as autuações por farol apagado não são tão constantes em Maringá como por uso de celular ao volante e falta do uso do cinto de segurança, “mas ocorrem sim, cerca de duas ou três por dia”.

Indagado quais os critérios até então utilizados para tipificar a infração, se gravíssima ou média, Filite disse que os agentes de trânsito têm conhecimento técnico para saber, por exemplo, se a moto já vem com sistema automático para acender o farol ao ser ligada.

“O objetivo da portaria é padronizar o procedimento e, de agora em diante, para o motociclista ser autuado por farol apagado, terá obrigatoriamente de ser parado pelos agentes de trânsito”, disse Filite.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.