INSS irá leiloar área em Maringá avaliada pela Caixa em R$ 4,47 milhões. Imóvel tem 11,4 mil m² e está localizado no Parque Industrial I

Por: - 5 de fevereiro de 2018
Imóvel que será leiloado fica na Rua Joaquim de Castro Lopes, no Parque Industrial I / Google Street View

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) realiza na terça-feira (27/2) o leilão de um imóvel em Maringá avaliado por R$ 4,47 milhões pela Caixa Econômica Federal (CEF). A área fica na Rua Joaquim de Castro Lopes, 225, entre as avenidas Colombo e das Indústrias, no Parque Industrial I.

O imóvel tem 11.425 m² e uma edificação não averbada que pertence ao INSS. O prédio se encontra vazio. Segundo o Instituto, o dinheiro resultante da operação será revertido para o pagamento de benefícios do Regime Geral da Previdência Social (RGPS).

O imóvel em Maringá poderá ser arrematado por um lance 60% abaixo do preço avaliado e o INSS disponibiliza uma linha de financiamento junto à Caixa para pagamento em até 48 vezes, com taxa efetiva de juros de 10,4713% ao ano.

Qualquer pessoa física ou jurídica poderá participar do leilão, exceto servidores do INSS, membros da Advocacia Geral da União (AGU) em exercício na Procuradoria Federal Especializada do INSS e seus cônjuges ou companheiros.

Os interessados têm até as 15h do dia 26 de fevereiro para recolher à CEF a importância, em reais e à vista, correspondente a 5% do valor de avaliação estabelecido para o imóvel pretendido.

Antes, no entanto, é necessário retirar o ofício que autoriza o recolhimento, no mesmo endereço em que estão disponíveis o Edital do Leilão e seus anexos, contendo as condições de venda dos imóveis, bem como outros esclarecimentos. O endereço do INSS em Maringá é a Avenida XV de Novembro, 491, centro.

Leilão do INSS é parte de programa de economia

A coordenadora do Plano de Alienação do Patrimônio Imobiliário na Superintendência Regional Sul do INSS, Gláucia Bahia de Brito, destaca que o Instituto tem trabalhado nacionalmente para vender os imóveis inservíveis, que não se adaptam à finalidade de oferecer atendimento ao público.

Com as vendas, há uma geração de recursos para o Fundo do Regime Geral da Previdência Social. A ação também visa a economia de gastos com a manutenção do patrimônio, afastamento de riscos de invasão e depredação e responsabilidade com o patrimônio do trabalhador.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.