Apelos de educadores de escolas públicas e particulares levam UEM a rever data do PAS

Por: - 24 de janeiro de 2018

A presidente da Comissão Central do Vestibular Unificado (CVU) da UEM, Maria Raquel Marçal Natali, informou nesta quarta-feira (24/1) que a data das provas do Processo de Avaliação Seriada (PAS) pode sofrer alteração. O concurso, que tradicionalmente é realizado na segunda quinzena de novembro, este ano está marcado para 21 de outubro.

A CVU e a Pró-Reitoria de Ensino têm recebido solicitações, principalmente de escolas públicas e particulares e ainda de entidades ligadas ao setor educacional para realizar as provas no final de novembro. A principal alegação é a dificuldade em alcançar todo o conteúdo programático até dia do exame.

Entre os pedidos de adiamento das provas do PAS encaminhados à UEM estão os da direção do Núcleo Regional de Educação e do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Norte do Paraná, além de professores do Ensino Médio. A antecipação da data inicialmente marcada para o PAS significa, no mínimo 112 aulas a menos, ante as datas tradicionais.

O diretor do Colégio Platão, Antônio Leonel, por exemplo, lembrou que as provas são aplicadas para alunos do 1º, 2º e 3º anos, alguns com 14 anos de idade: “Cobrar em prova conteúdos não vistos em sala de aula é submeter essas crianças a uma pressão muito grande, pois elas precisam acumular pontos desde o primeiro ano”.

Ainda não há consenso sobre nova data

Maria Raquel disse que a CVU ficou sensibilizada pelas demandas, que repercutiram na imprensa local, e que está procurando uma solução. Adiantou que está em estudo “retomar as datas dos PAS anteriores, mas está muito complicado”. Observou que não se chegou a um consenso e que a matéria terá que passar pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) da UEM.

Entre as dificuldades encontradas pela CVU, além do comprometimento dos finais de semana de novembro e dezembro com segundo turno das eleições (28/10),  Enem (4 e 11/11) e o Vestibular de Verão (2 a 4/12). Maria Raquel lembrou que o PAS é realizado em outras 12 cidades e que, em Maringá, são utilizadas salas de pelo menos cinco outras instituições de ensino superior.

“Nosso desafio é encontrar uma data diferente dessas e que ao mesmo tempo nos garanta tempo hábil para a realização do Vestibular de Verão”, afirmou a presidente da CVU. A data da próxima reunião do CEPE ainda não foi marcada.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.