Tem blitz na noite deste sábado em Maringá. Foco do trabalho são os acidentes com motoristas embriagados

Por: - 8 de dezembro de 2017
Simulado de acidente em rodovia, organizado pelo Corpo de Bombeiros de Maringá e concessionária VIAPAR / Defesa Civil do Paraná

Neste sábado (9/12), colaboradores do Corpo de Bombeiros, da Prefeitura de Maringá, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e concessionária Viapar irão fazer uma blitz em bares da cidade. A blitz é parte de uma campanha educativa e tem como foco evitar acidentes com motoristas embriagados.

“É melhor ser o motorista da vez ou a vítima?”, questionarão os envolvidos. Além do alerta para a combinação perigosa entre bebida e direção. Os clientes dos bares também irão receber informações sobre a conta de um acidente.

O coordenador geral de Urgência e Emergência de Maringá e coordenador médico do Resgate da VIAPAR, Maurício Lemos, diz que será uma iniciativa pioneira no Paraná.

“Nosso principal objetivo será alertar as pessoas sobre os problemas ocasionados pela bebida e a direção. Mas além de lembrar da tristeza gerada para as famílias, vamos divulgar os custos de um acidente, que por sinal não são baratos.”

O médico afirma que cada vítima grave de um acidente custa quase R$ 80 mil. “E você sabe quanto custa uma diária de UTI? R$ 3 mil”, ressalta.

Blitz irá passar por todos os bairros

Lemos planeja levar a campanha para todas as regiões da cidade. “Vamos visitar pelo menos um bar em cada bairro de Maringá, uma iniciativa que deve se estender até o mês de fevereiro”, afirma.

Neste sábado (9/12), os envolvidos vão se reunir no quartel do Corpo de Bombeiros por volta das 22 horas. “A conscientização é uma das melhores ferramentas para que acidentes sejam evitados”, considera.

PREOCUPAÇÃO

  • Conforme dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), em dez anos, o consumo de álcool aumentou 43,5%, superando a média internacional [6,4 litros].
  • Com o total de 8,9 litros por habitante, o Brasil aparece na 49º colocação [entre 193 países avaliados] – em 2006 cada brasileiro, a partir de 15 anos, bebia 6,2 litros de álcool, por ano.
  • Na pesquisa, a Lituânia aparece em primeiro [18,2 litros], seguido por Bielorrússia [16,4 litros], Moldávia [15,9] e Rússia [13,9].
  • No mundo, 3,3 milhões de pessoas morrem todos os anos por consequências da bebida, ou seja, 5,9% de todas as mortes.
  • No grupo de pessoas entre 20 e 39 anos este número é ainda maior: 25% das mortes estão relacionadas diretamente com o consumo de álcool, conforme a OMS.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.