Denúncias de poluição e desaparecimento de peixes forçam fiscalização em córregos de Maringá

Por: - 8 de dezembro de 2017
Equipes fazem coleta de amostras de água no Córrego Borba Gato; desaparecimento de peixes levantou suspeita sobre poluição / Prefeitura de Maringá

Equipes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Bem-Estar Animal (Sema), do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Universidade Estadual de Maringá (UEM) e Sanepar coletaram amostras em três pontos do Córrego Borba Gato. O objetivo é averiguar o nível de poluição, que pode ser a causa do desaparecimento de peixes nas águas do córrego.

A fiscalização atende a uma determinação do Ministério Público, que passou a investigar o caso após o recebimento de denúncias. Com o laboratório Labsam, a Sema também coletou amostras do Ribeirão Floriano, onde há suspeitas de despejo ilegal.

A Sema faz a coleta de amostras de águas em ribeirões e córregos do município para verificar se efluentes de empresas lançados nesses cursos de água estão em conformidade com as normas ambientais.

A previsão é que em 15 dias os laudos estejam finalizados. Nas amostras, entre outros itens, são analisadas o PH, turbidez, presença de metais pesados, óleos e graxas, demandas bioquímicas de oxigênio (DBO) e química de oxigênio (DQO).

O Ribeirão Floriano e o Córrego Borba Gato são afluentes do Rio Ivaí, segunda maior bacia hidrográfica do interior do Paraná. Sema, UEM e Sanepar também coletaram amostras do Ribeirão Paiçandu.

O secretário de Meio Ambiente e Bem Estar Animal, Ederlei Alkamin, destacou a importância da comunidade em denunciar atividades que colocam em risco a fauna e flora dos recursos hídricos.

“Reestruturamos a equipe de fiscais e realizamos mais de 1,6 mil vistorias, apurando queimadas ilegais, poluição sonora e outros casos de degradação ambiental. A participação da comunidade será fundamental para a preservação do meio ambiente”, destaca.

Denuncie

  • Denúncias sobre poluição de rios podem ser feitas pela Ouvidoria Municipal, no telefone 156 ou pelo site da Prefeitura de Maringá.

Eco Expresso no Willie Davids e no Parque do Ingá

Em parceria com a Sanepar, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Bem-Estar Animal realiza neste fim de semana atividades de educação ambiental com o Eco Expresso.

É um ônibus adaptado que conta com uma grande maquete em seu interior. O objetivo é mostrar aos visitantes o caminho da água, incluindo todo processo de captação, tratamento e distribuição de água limpa.

Visite

  • Neste sábado (9/12), o Eco Expresso estará no estacionamento do Estádio Willie Davids (Avenida Prudente de Morais s/n), das 7 e 13 horas
  • No domingo (10/12), o ônibus estará no Parque do Ingá (Avenida São Paulo, s/n), entre as 9 e 16 horas.

 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.