Arquidiocese de Maringá lamenta morte de dona Antônia Ramalho, uma das católicas mais atuantes da Catedral

Por: - 27 de outubro de 2017

Dona Antônia Lunardelli Ramalho faleceu no final da tarde desta quinta-feira e o corpo começa a ser velado a partir das 8 horas desta sexta-feira (27) na Catedral de Maringá. Ela tinha 84 anos e lutava contra um câncer.

Dona Antônia era muito conhecida pelos paroquianos da catedral. Além de ser Ministra Extraordinária da Eucaristia, colaborava com a Pastoral da Promoção Humana, Apostolado da Oração, fazia parte da oração diária do terço mariano e realizava diversas outras atividades na igreja.

“Ela era a pessoa mais presente na vida da Catedral. A pessoa que mais se dedicou em toda a história da Catedral de Maringá em todos os serviços que ela foi solicitada. Um exemplo de cristã”, comenta padre Virgílio Cabral dos Santos, pároco da Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória.

O arcebispo de Maringá, dom Anuar Battisti, está em peregrinação no Japão e assim que soube da notícia da morte de dona Antônia, fez um comunicado público a externou sua admiração pelo trabalho exemplar que dona Antônia prestou à sociedade maringaense, em especial à Arquidiocese de Maringá.

“Dona Antônia é uma santa dos tempos atuais. Uma vida doada no silêncio e na dedicação incansável aos pobres e doentes. Um testemunho de alegria que iluminava o ambiente. Mais uma santa no céu. Obrigado dona Antônia pelo seu testemunho! Rogai a Deus por nós”, escreveu o arcebispo.

Em agradecimento a dona Antônia, diz o comunicado da Arquidiocese:

“É uma santa dos tempos atuais. Uma vida doada no silêncio e na dedicação incansável aos pobres e doentes. Um testemunho de alegria que iluminava o ambiente. Mais uma santa no céu. Obrigado Dona Antônia pelo seu testemunho! Rogai a Deus por nós”.

Em 2004 ela recebeu o título de Cidadã Benemérita de Maringá. É mãe do jornalista maringaense Elcio Ramalho, que hoje mora da França e trabalha na Rádio França Internacional.

O corpo de dona Antônia será velado a partir das 8h  dessa sexta-feira na Catedral. A missa de corpo presente será celebrada às 15h30 e o sepultamento está agendado para as 17h no Cemitério Municipal.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.