Garotas são flagradas dançando funk em caminhão da coleta de lixo da Prefeitura de Maringá

Por: - 10 de outubro de 2017
Tribuna da Massa fez reportagem sobre o vídeo das garotas dançando funk no caminhão da coleta / Rede Massa

Na noite de sexta-feira (6/10), na Avenida Tamandaré, por volta das 23h30, os servidores que trabalham na coleta de lixo da Prefeitura de Maringá ganharam uma companhia diferente. Três garotas se penduraram no caminhão e começaram a dançar funk ao lado dos coletores. O caso foi denunciado com exclusividade pelo programa Tribuna da Massa, da Rede Massa, nesta terça-feira (10/10).

Ao ver os vídeos, que foram gravados por uma pessoa que preferiu não se identificar, o secretário dos Serviços Públicos, Vagner de Oliveira, afirmou que o caso é grave e isolado e que adotaria medidas urgentes para coibir a atitude dos funcionários.

Ele garantiu em entrevista que os coletores, o motorista e o coordenador da noite seriam afastados nesta terça-feira 10/10.

“Eu não concordo com os funcionários que fazem este tipo de coisa. Estas moças poderiam ter sofrido acidente no caminhão e a prefeitura seria responsabilizada”, afirmou. Oliveira também anunciou que vai ser aberto um processo administrativo contra os envolvidos, o que poderá resultar até na demissão dos envolvidos.

Veja aqui a reportagem exibida pelo programa Tribuna da Massa.

AO RITMO DE FUNKVeja o flagrante em que algumas jovens pegaram “carona” em um caminhão coletor de lixo em Maringá.Acesse www.redemassa.com.br e confira outras matérias!

Posted by Tribuna da Massa – TV Tibagi on Tuesday, October 10, 2017

Nesta quarta-feira (11/10), a Secretaria dos Serviços Públicos informou que o caminhão compactador envolvido na polêmica é um dos modelos antigos do município, que não é usado nos serviços da coleta de lixo, mas sim pelas equipes de varrição.

Atualizado às 15h40 do dia 11/10 com a informação de que o caminhão não é usado na coleta de lixo, mas no recolhimento dos resíduos da varrição. 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.