Terceira etapa de vacinação contra dengue começa e espera atingir 55 mil jovens em Maringá

Por: - 20 de setembro de 2017
vacina
Campanha de vacinação vai até 28 de abril (Imagem/Reprodução)

A Secretaria de Saúde lançou hoje (20/9) de manhã na Unicesumar a terceira etapa da Campanha de Vacinação da Dengue, que vai até o dia 27 de outubro.

A campanha vai atingir 30 cidades do Paraná, é destinada para jovens entre 15 e 27 anos e a vacina estará disponível em todas as unidades básicas de saúde de Maringá.

O secretário de saúde Jair Biatto disse que foram contratados 40 agentes de edemias para auxiliar no combate a doença.

A campanha foi lançada na Unidade de Saúde do Bairro Jardim Aclimação – localizada dentro do campus da Unicesumar, porque foi a que mais vacinou na segunda campanha realizada este ano.

Nesta etapa, segundo a coordenadora de vacinação, Edlene Goes, serão ofertadas somente a segunda e a terceira dose da vacina. A próxima etapa  será no ano que vêm, para encerrar o ciclo com a terceira dose – o intervalo entre uma dose e outra é de seis meses.

Edlene ressaltou a importância de se cumprir o ciclo de vacinação: “Quem não completa o ciclo, terá ganhado apenas uma agulhada de graça. Quem não terminar o ciclo não vai ficar protegido”.

Apesar de não ter dados oficiais do Estado, a coordenadora afirmou que aproximadamente 55 mil pessoas devem receber a segunda ou a terceira dose nesta etapa da vacinação. A vacina protege contra os quatro tipos de dengue – todos já circularam em Maringá.

“A pessoa vacinada tem que entender que ela fica protegida quando completa o ciclo e protege quem está ao lado. Se a pessoa vacinada leva uma picada do mosquito, ela não adoece e o mosquito não transmite a doença”, afirmou a coordenadora.

Mais de 2,7 mil casos em 2016

Segundo dados da Vigilância Epidemiológica, no período de primeiro de agosto à 11 de setembro deste ano já foram registradas 129 notificações de casos. Dessas, 48 foram descartadas e 72 estão em andamento.

No ano passado – ano considerado epidêmico em Maringá – foram registradas 9.287 notificações, das quais 2.764 foram confirmadas e 5.523 descartadas.

Para a Gerente da Vigilância Epidemiológica, Pricilha de Oliveira Dalberto, os casos da doença em Maringá estão lineares e estáveis. Porém ela destaca que com a presença de chuvas, o índice de casos pode aumentar.

Em condições atuais de seca, o ovo pode resistir até um ano. Com as chuvas, o ovo eclodido libera a larva que possui quatro estágios. Em condições favoráveis, isto ocorre em cinco dias. Atualmente a dengue tipo 2 é mais registrada no Brasil.

Documento é obrigatório

Para se vacinar é obrigatório a apresentação de um documento original com foto ou CPF e a carteira de vacina. Cada unidade de saúde tem seu horário de atendimento.

Na sala de vacina, o horário de atendimento é das 7h às 18h. A partir da próxima segunda-feira, 25, até sexta-feira, 29, a Unicesumar também será um ponto de vacinação nos períodos da manhã e à noite.

O lançamento da campanha contou com a presença do reitor da faculdade, Wilson de Matos Silva, do prefeito Ulisses Maia, do secretário de saúde Jair Biatto e do chefe do Centro Estadual de Epidemiologia, João Luís Crivellaro.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.