microcrônica

» Leitura

Microcrônica

Bem-aventurados os que sonham. Chama-os Deus poetas. (A. A. de Assis)

» Leitura

Microcrônica

Pai é pai. Para ver Adão contente, deu-lhe o máximo: a mulher! (A. A. de Assis)

» Leitura

Microcrônica

“Por que não te calas?”, diz a arara ao papagaio. – Se calo, me peias.(A. A. de Assis)

» Leitura

Microcrônica

Tudo bem, poeta. Minha terra tem Palmeiras, mas sou são-paulino. (A. A. de Assis)

» Leitura

Microcrônica

Goleiro do Galo distrai-se olhando a perua. Come um baita frango. (A. A. de Assis)

» Leitura

Microcrônica

Manhêêê – diz o piá –, trouxe uma flor pra você. Troco por um beijo. (A. A. de Assis)

» Leitura

Microcrônica

Asinha quebrada, cata a pombinha na grama a sobrevivência. (A. A. de Assis)

» Leitura

Microcrônica

Na foto antiga, a saudade vestida de azul e branco. Normalistas, lembra-se? (A. A. de Assis) (Arte s/ foto do […]

» Leitura

Microcrônica

Um gato no muro. Vacila entre o gordo rato e a gatinha enxuta. (A. A. de Assis) (Foto Sophie Carrière)