CAD acata recurso do DCE no caso de assédio sexual contra alunas

O Conselho de Administração da Universidade Estadual de Maringá decidiu ontem acatar recurso do Diretório Central dos Estudantes e dos departamentos de Letras e Psicologia contra a decisão do ex-reitor Mauro Baesso, no rumoroso caso de assédio contra alunas, promovido por dois professores de História.

Foi a segunda reunião formal do ano, encerrada por volta das 18h30, e marcada pela tensão. Em março de 2018, Baesso não acatou a decisão da comissão que apurou as denúncias, que deu parecer pela demissão a um professor e suspensão a outro. O ex-reitor acatou parcialmente o relatório final da comissão.
Ontem o CAD deu provimento ao recurso do DCE e dos departamentos. O recurso pede que o atual reitor, Julio Cesar Damasceno (vice-reitor à época), acate a decisão da comissão. Agora cabe ao reitor Damasceno a publicar a resolução ou vetar a decisão do CAD.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

8 pitacos em “CAD acata recurso do DCE no caso de assédio sexual contra alunas

  1. Ted Teodoro Casanova diz:

    O que causa perplexidade é que essa história sempre vem à tona sem que jamais se fale em queixa crime, em denúncia ao MP, tudo gira dentro da esfera da UEM. Pergunto: Existe um registro de queixa no mundo real? Se os tais abusos aconteceram porque a justiça não está se ocupando do caso? Me engano ou é assim mesmo. A coisa parece restrita ao juízo da UEM. As leis do mundo real não valem la dentro? Por favor, esclareça esse ponto. Se aconteceram são crimes e se são crimes, devem ser investigados pelas autoridades competentes.

    • Meu caro Cananova. Ao contrário das faculdades particulares que seguem o estilo feudal, com senhor/es feudais, a UEM possui três (3) instâncias democráticas: O Conselho de Administração (CAD), o Conselho de Ensino e Pesquisa (CEP) e o Conselho Universitário (COU), todos os seus membros foram eleitos. Ainda possui uma reitoria eleita democraticamente. E ainda possui um departamento jurídico. Ainda é bom divulgar que temos praticamente metade dos professores aposentados ou em fase de aposentadoria, ou mortos, que NÃO FORAM SUBSTITUÍDOS pelos governos anterior e atual. Somente para funcionar o curso de Pedagogia são mais de 20 (vinte) professores aposentados ou mortos, SEM SUBSTITUIÇÃO. PQ. a sociedade maringaense (gente como o senhor tão preocupado com a justiça) não cobra do governo estadual JUSTIÇA a favor da UEM, que é a “maior indústria de Maringá”. O ex-governador Richa, agora réu, durante os seus 2 períodos de des-governo NÃO TOCOU NENHUMA DAS MAIS DE 30 CONSTRUÇÕES DA UEM. A Unati (Univ.3a.idade) tem 560 alunos idosos, que frequenta qualquer curso ofertado GRÁTIS, tem apenas uma secretária, e dois professores coordenadores (Sou um deles). O bloco ora em fase terminal de construção veio com $ do governo federal e a sensibilidade a esta causa da Cida Borgheti. Enfim, POR FAVOR, pare de falar mal da UEM, SEM CONHECER, ou apenas compartilhar fake news do demônio zapzap. Por favor. Numa boa, se querem favorecer as faculdades particulares-já tão favorecidas, NÃO PRECISA DESPREZAR A UNIVERSIDADE PÚBLICA.

  2. ACHO QUE AS ALUNAS DEVEM SE PREVENIR SEMPRE,
    VIVE-SE MUITO ASSEDIO MORAL TAMBÉM,

    FICAR SEMPRE COM OUTRA COLEGA, EM ATENDIMENTO FORA DE AULA, E
    ANDAR COM CELULAR, E GRAVAR.

    SE TIVESSEM CÂMERAS NAS SALAS DE AULA E NAS OUTRAS SALAS COMO DOS PROFESSORES MUITO SE EVITARIA!!!

    CADÊ AS CÂMERAS INTERNAS?
    COLOCAR EM TUDO!!
    VIGILÂNCIA E VIGILÂNCIA, NESSES SEM PUDOR.

  3. Concordo com a postagem de Casanova, porque tudo restrito?
    agora, o CAD está acordando do seu berço esplêndido?
    é isso aí,

    ACORDE CAD!!
    LEVANTE MEMBROS DO CAD,
    FIQUEM DE PÉ!!
    ABRAM BEM SEUS OLHOS,
    VEJAM, LEIAM, E SAIAM PARA ANDAR PELO CAMPUS,
    OUVIR AS PESSOAS, ALUNOS E TODOS OS SERVIDORES, A POPULAÇÃO,
    E CANETEIEM, NÃO FECHEM SEUS OLHOS,
    CUMPRAM SEUS MANDATOS,E SEUS PAPÉIS COM HONESTIDADE!!!

    É ISSO QUE DEVE SER!!!

  4. Nas universidades – UEM, nao se sabe nem quem da aulas!!!
    Efetivos, temporarios, qtas horas/aula ?
    Nao tem um comprovante digital, um registro de frequencies de docentes no exercicio da docencia.
    Deveria ter um comprovante, igual do supermercado, Entrada e saida da Sala de aulas.
    Nem fiscaliza a quantidade de professores fora do pais em pos-graduacao.
    Nem qto tempo deveria ter no exercicio da profissao comprovado, para aposentar!
    Aposentam como tides, e quem fiscaliza?
    nao ha fiscalizacao, e as normas vigentes ficam engavetadas, por chefias, e setores, e conselhos.
    Ou por superiores, que beneficiam, e protegem erros oh por troca de favored, e interesses.

    • Sendo pago para denegrir a UEM, “anônimo”? Deveria acrescentar o lugar da UEM no ranking das Universidades do País. E tb o ranking das universidades MELHORES do Paraná. E tb. das universidades que mais realizam pesquisas. Mesmo tendo cerca de 50% dos docentes aposentados ou se aposentando, mais os mortos, SEM SUBSTITUIÇÃO, pelo governador. Mesmo tendo 20% de corte no orçamento. “Sobre aquilo que ignoro, devo me calar”, senão passo calunioso, cínico ou criminoso.(lembrando Wittegenstein).

  5. O STF, pela mão amiga do ministro Fux, arquivou aquele xingamento de um ex-deputado federal por 28anos, que disse que “não estuprava a colega pq ela é feia”. Fico pensando, se vai ser uma jurisprudência, para daqui pra frente podermos dizer o mesmo, sem risco de condenação. O mesmo valeria para direitistas notórios que assediam alunas? Em tempo de machismo aberto no poder maior, vale-tudo contra mulheres? Principalmente se elas forem feministas. Afina, mais de um ano, quem matou a deputada Mariele? A politização da justiça brasileira tem um olho só, para julgar e condenar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>