Professores universitários são demitidos após denúncias

Fernando Tadeu Moraes, da Folha de S. Paulo, informa que três professores de universidades federais brasileiras foram demitidos após denúncias de alunas por agressão sexual e longos processos administrativos dentro das instituições.

A Folha conversou com sete alunas que dizem ter sofrido assédio e preferiram não se identificar. Os relatos delas incluem envio de elogios, músicas românticas e pedido de casamento por WhatsApp, convites para jantar, pedidos de encontro na casa do docente, tentativas de beijo e toques íntimos à força e boicote de uma classe inteira a aulas. Em dois dos casos, as estudantes afirmam que o assédio aconteceu durante viagens para participação em congresso científico. Duas outras alunas acusaram um mesmo professor de estupro.
A propósito da notícia, leitor pergunta: e o caso da UEM? Ninguém fala nada. Como está, está engavetado?

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

9 pitacos em “Professores universitários são demitidos após denúncias

  1. Comunidade acadêmica diz:

    O assédio moral é corriqueiro, assim como a falta de providências efetivas,
    Na UEM, apesar de uma sindicância, a pena foi alterada, e por essas e outras que as universidades necessitam de reestruturação urgente,

    qualificação para atendimento dos alunos, focados seriedade, do atendimento,

    Se não melhor terceirizar!!! ou fechar, pois, gasta-se muito o dinheiro público,

    E muitos vivem em mordomias dominam a estrutura como se fossem donos , além de salários fora da realidade do país.

    Muitos professores, poucas aulas!

  2. Vivemos com muitos trens desgovernados, uma hora um vagão bate, aqui, outra hora ali, e para voltar aos trilhos o país necessita de esforços em conjunto, e muita dedicação,
    poderá um dia voltar?

    nas universidades,
    a VERDADE É QUE NÃO HAVERÁ AUDITORIA que fará um professor que não cumpre a carga horária, cumprir, muito menos fará a folha excessiva de pagamento das universidades do estado diminuir apesar das muitas aposentadorias, nem cortar a quantidade exagerada de cargos comissionados criados para suprir o horário de alguns profes sem aulas,
    nem voltar servidores em cargos indevidos e fora da função, e corrigir os TIDEs para servidores que não são exclusivos, as horas-extras, plantões e supersalários de servidores que somam de diversas vantagens,

    os vagões estão aí cada um problema, e os escândalos se somam,
    representam os casos de assédios, venda de votos, cortes de árvores, intervenção no HU pela falta de estrutura de atendimento, e outros mais,

    muitos outros trens se juntam nesse país afora, e se somam aos demais sem rumo, que estão correndo desenfreados.

    SOCORROOOOOOO!!!!!!!!!!!

  3. OS CONSELHOS DEVEM FICAR ATENTOS AO QUE ACONTECE NO CAMPUS,
    CADA GASTO PUBLICO DEVERIA PASSAR PELO CAD,
    E O COU PELAS NORMAS, O QUE REGE ESSA UNIVERSIDADE?
    ONDE SE GASTA DINHEIRO?,

    NADA É FEITO PARA MORALIZAR,
    ESTÁ DESMORALIZADA COM TUDO,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>