Eleitor de Severino Cavalcanti e Eduardo Cunha, Barros lança-se candidato a presidente da Câmara

O deputado federal Ricardo Barros, há seis meses, da tribuna da Câmara Federal lançou-se pré-candidato a presidente da República pelo seu partido, o PP, mas ninguém deu pelota. Hoje repetiu a dose, lançando-se candidato à presidência da Câmara dos Deputados.

Eleitor de Eduardo Cunha (hoje, preso), Barros teve sucesso quando ajudou a eleger Severino Cavalcanti (foto) presidente da Câmara Federal. Em 2005 este deixou o cargo 217 dias depois da posse, acusado de receber propina – não sem antes vir a Maringá e ser homenageado pela família Barros, quando se ouviu de Cida Borghetti a frase: “Temos muito que aprender com ele”.
Desprestigiado no governo Jair Bolsonaro, o PP do deputado busca um nome para apoiar na eleição da Câmara dos Deputados. Não se sabe se o partido dispensará a Ricardo o memso tratamento que deu seis meses atrás.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>