MPF investiga se assessor de Mourão recebe auxílio-moradia irregularmente

Lauro Jardim informa que o MPF do Rio de Janeiro investiga se um procurador e sua mulher (ele assessor do vice-presidente Hamilton Mourão) receberam irregularmente auxílio-moradia.

Tamoio Marcondes passou a receber o benefício ao ser designado para trabalhar no Ministério do Esporte, em Brasília, durante a gestão de Leonardo Picciani. Já sua mulher, Graciela Marcondes, conseguiu um cargo comissionado na AGLO, subordinada ao Ministério e com sede no Rio de Janeiro, em abril de 2017.
Para terem direito ao benefício, Tamoio alegou que morava no Rio e Graciela que sua residência era em Brasília, o que despertou atenção do MPF. Em dezembro, Tamoio foi transferido para a vice-presidência e hoje assessora Hamilton Mourão. Graciela continua na AGLO.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>