Após dez dias, governo Ratinho Jr ainda não sabe quanto tem em caixa

Do Bem Paraná:

O secretário de Estado da Fazenda, Renê de Oliveira Garcia Junior, admitiu hoje que após dez dias da posse o governo Ratinho Júnior não tem como dizer quanto tem de saldo em caixa, nem quanto herdou de “restos a pagar” da administração anterior da ex-governadora Cida Borghetti (PP).

Segundo ele, os problemas do Sistema Integrado de Finanças Públicas do Estado, que já vêm desde 2018, não permitem saber com certeza qual a situação financeira do governo paranaense. Diante disso, a Secretaria da Fazenda formou uma força-tarefa com integrantes da Procuradoria Geral do Estado e da Controladoria Geral do Estado para checar essas informações, mas não há prazo para que esse trabalho seja concluído.
“O que de fato está acontecendo é que a quantidade de restos a pagar está um pouco indefinida, qual é o montante, qual é o valor e quais são as fontes que fazem jus a cada lançamento dos restos a pagar”, explicou Garcia Junior. “Não me sinto seguro para dizer qual o saldo dessas contas”, reconheceu ele. “Existem algumas redundâncias, existe a possibilidade de ter lançamentos em duplicidade no que diz respeito a algumas contas, especialmente na questão da receita, porque existem contas de transição”, afirmou o secretário.

PS – A força-tarefa para levantar a situação começa a trabalhar hoje, informou o governo (aqui).

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

3 pitacos em “Após dez dias, governo Ratinho Jr ainda não sabe quanto tem em caixa

  1. ACREDITO QUE GOVERNAR UM ESTADO E ALGO GRADIOSO,
    E TER CIENCIA DE TUDO LEVA TEMPO, PRINCIPALMENTE PELA DIFICULDADE DE TRANSICAO, E ESTA DENTRO DO ESPERADO.

    E AINDA,

    A TRANSICAO DEVERIA SER UM PERIODO PARA AUDITORIAS, CIENCIA DO QUE ESTA CORRETO, E ONDE HOUVE DESPERDICIOS, APROVEITANDO PARA TER EM MAOS UM DIAGNOSTICO QUE DEVE SER BASE PARA REFORMULACOES GERAIS,

    FOLHA DE PAGAMENTO, VER OS EXCESSOS, E VANTAGENS DESNECESSARIAS, E INDEVIDAS, PRINCIPALMENTE EM EPOCA DE REFORMA DA PREVIDENCIA,

    MUITOS TIVERAM SALARIOS IMORAIS POR LONGOS PERIODOS, E AINDA, APOSENTARAM COM ELES, COMO O CASO FAMOSO DO GRUPO DE SERVIDORES DA UEM DE NIVEL MEDIO, QUE RECEBEU COMO NIVEL SUPERIOR, E APOSENTOU COM SALARIO DE NIVEL SUPERIOR, O CONHECIDO TREM DA ALEGRIA.
    SENDO UMA SITUACAO QUE BENEFICIOU GRUPOS, E AINDA LEVA A PROBLEMAS FUTUROS NO CAIXA DA PREVIDENCIA.

    DEVE HAVER OUTROS CASOS, PARA INVESTIGAR, E AINDA DEVERIAM VERIFICAR AS HORAS EXTRAS, E OS CARGOS COMISSIONADOS DAS UNIVERSIDADES.

    A FOLHA DENTRO DA LEI, DOS ORGAOS DO ESTADO, ECONOMIZARIA E DARIA A REPOSICAO DA INFLACAO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>