Licitação suspensa

Do Paçoca com Cebola:

Das coisas que só os políticos podem explicar, ou não né!!!!

O contrato com as empresas que operam o transporte coletivo de Londrina está para expirar. Sabia-se da data desde a assinatura do tal, há quinze longos anos.
Aí deixa-se para fazer a licitação no último suspiro. Não se pode alegar que faltou tempo. Marcelo Belinati Martins é prefeito há 1 ano e 11 meses.
Às vésperas da abertura dos envelopes (seria dia 26, na próxima semana) o conselheiro do Tribunal de Contas, Ivan Bonilha expediu medida cautelar determinando a suspensão imediata da licitação do transporte coletivo de Londrina a pedido da Transportes Coletivos Grande Londrina (TCGL), que deu entrevista dizendo que não iria participar do processo licitatório.
Ontem a CMTU cumpriu a decisão e comunicou a suspensão do edital.
Veja, o Tribunal de Contas do Paraná é um orgão auxiliar do Legislativo, não é o Tribunal de Justiça.
Por que será que tudo isso parece ser o que sempre é?

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

Um pitaco em “Licitação suspensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>