E o pepino vai para…

Passada a eleição e garantidos dois dos três mandatos que a família de políticos buscava, eis que deputado federal Ricardo Barros (PP) foi sincero.

Na chegada do material do milionário Hospital da Criança, base da reeleição da filha Maria Victória Borghetti Barros, graças à parceria com a administração PDT-PV, Ricardo reconheceu que a parte mais difícil vai ficar com o município – que é tocar o hospital.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

6 pitacos em “E o pepino vai para…

  1. Usam a desculpa que nao podem contratar professores em função da Lei de Responsabilidade Fiscal, que estão corretos, e por isso não se constroem CEMEIs. Quero ver quando esse hospital ficar pronto, como vão fazer para contratar médicos pediatras (que diga-se de passagem é uma especialidade difícil no mercado) e demais funcionários. Aos poucos a mescara vai caindo.

  2. Cidadão Maringaense diz:

    Meu Deus!!!!!
    Estamos numa caos, o público administrado por pessoas que não planejamento o todo, o ciclo completo qye vai desde a viabilidade do empreedimento, até a ocupação e manutenção.
    Somente buscar recursos, ou partes deles, vem a somar com a imensa quantidade de problemas existentes.
    Obras inacabadas por todo país, falta de manutenção, nas que ja existem em funcionamento, e ainda, outras situações, onde
    falta gente para dar vida e sentido. Foram finalizadas até com equipamentos , e se deteriorando, por falta de funcionários, para trabalhar.
    Mas boatos correm que alguem da iniciativa privada fará a administração, assim como o estado faz do HU.
    Dividir responsabilidades, cada um uma parte.

  3. E alguém que tenha mínimos conhecimentos em administração pública imaginava que isso seria diferente?
    Isso é público e notório, hoje o governo federal constrói UPAs, postos de saúde, hospitais, creches e a manutenção fica por conta de estados e municípios.

  4. *base da reeleição da filha Maria Victória*
    Como assim? Ela não se transferiu para Curitiba? CBB não será candidata a Prefeitura da capital?
    Não entendi…….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>